Meteorologia

  • 07 AGOSTO 2022
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 26º

Acordo de 950 milhões de euros no caso do prédio que colapsou na Flórida

Os advogados das famílias que perderam familiares no colapso em 2021 de uma torre residencial na Florida, que matou 98 pessoas, chegaram na sexta-feira a um acordo indemnizatório de cerca de 950 milhões de euros.

Acordo de 950 milhões de euros no caso do prédio que colapsou na Flórida
Notícias ao Minuto

07:10 - 28/05/22 por Lusa

Mundo Champlain Towers South

O acordo permitiu uma rápida resolução de processos envolvendo a tragédia das "Champlain Towers South", que poderiam de outra forma arrastar-se durante anos, e só precisa agora da aprovação do juiz, o que deve ser uma mera formalidade.

Os advogados já tinham anunciado anteriormente em tribunal uma tentativa de acordo de quase mil milhões de dólares, que seriam divididos pelas pessoas cujos familiares morreram ou foram lesados no colapso da torre de 12 andares em Surfside.

As duas partes apresentaram na sexta-feira uma moção comprometendo-se com um fundo de resolução de 1,02 mil milhões de dólares (950 milhões de euros). Adicionalmente, quase 100 milhões de dólares (93 milhões de euros) serão divididos por aqueles que perderam os seus bens no desmoronamento.

As famílias das vítimas terão de apresentar os seus pedidos, uma vez que o dinheiro não será repartido uniformemente. O objetivo é começar a distribuir o dinheiro até setembro.

O dinheiro provém de várias fontes, incluindo companhias de seguros, empresas de engenharia e um condomínio de luxo que tinha sido construído ao lado do edifício que colapsou parcialmente. Nenhuma das partes está a admitir irregularidades.

Um promotor do Dubai prepara-se para comprar o terreno de um hectare onde estava o prédio, por 120 milhões de dólares (quase 112 milhões de euros), contribuindo para o acordo.

Os advogados dos queixosos e dos arguidos descreveram o colapso como um acontecimento que devastou a comunidade, e disseram estar orgulhosos por um acordo ser alcançado em menos de um ano e que proporciona alívio às vítimas.

A maior parte do edifício "Champlain Towers South" colapsou subitamente cerca da 1h20 de 24 de junho do ano passado, quando a maioria dos residentes dormia. Apenas três pessoas sobreviveram ao colapso inicial.

Nenhum outro sobrevivente foi encontrado, apesar dos esforços constantes dos socorristas que cavaram uma pilha de escombros de 12 metros de altura durante duas semanas. Outras três dúzias de pessoas conseguiram fugir da parte do edifício que permaneceu de pé. Todas as 135 unidades do edifício acabaram por ser demolidas, deixando um buraco ao longo da frente de praia de Surfside.

O Instituto Nacional de Normas e Tecnologia está a investigar a causa do colapso, um processo que deverá levar anos. "Champlain South" tinha uma longa história de problemas de manutenção e foram levantadas questões sobre a qualidade da sua construção original e inspeções no início dos anos 1980.

O colapso levou a que mudasse a lei sobre a segurança dos grandes edifícios em todo o estado.

Leia Também: Quase mil milhões de dólares para vítimas de colapso de prédio na Florida

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório