Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2022
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 26º

Estados Unidos divulgam plano para fortalecer defesa informática no país

A Casa Branca divulgou quarta-feira um plano para atualizar os padrões de criptografia informática usados por governos e empresas norte-americanas para lidar melhor com os avanços na computação quântica, que, anotou, tem muito potencial.

Estados Unidos divulgam plano para fortalecer defesa informática no país

A tecnologia quântica poderia possibilitar a utilização de computadores hiperpoderosos, ultrapassando as capacidades dos melhores supercomputadores de hoje, graças à exploração das propriedades físicas de partículas infinitamente pequenas.

Embora esta tecnologia esteja numa fase inicial, "em 10 anos, um computador quântico poderá ser usado para decifrar dados criptografados hoje", explicou um alto funcionário da Administração Biden.

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou hoje dois documentos sobre o avanço tecnológico na segurança informática.

O primeiro texto visa lançar uma colaboração entre o Governo federal e o setor privado para adotar "padrões de criptografia (tecnologia) resistentes ao quantum". Estes algoritmos vão ser essenciais para garantir, no futuro, a segurança das trocas na Internet, segundo Washington.

Este documento também exige atualizações de segurança de computadores para agências federais e pede que protejam as tecnologias norte-americanas de possíveis aquisições pelos seus adversários.

Também que o Governo, a indústria e a investigação trabalhem em conjunto para manter os Estados Unidos como líderes na computação quântica.

Um segundo texto une o principal grupo de especialistas governamentais no assunto, a "Iniciativa Nacional Quântica", diretamente à Casa Branca.

Em todo o mundo, investigadores e empresários estão a trabalhar para desenvolver computadores quânticos que possam, um dia, tornar possível resolver em tempo recorde problemas complexos nas atuais e futuras máquinas.

Mas, no entanto, a sua realização continua a ser difícil de dominar, uma vez que as tecnologias quânticas exploram as propriedades "surpreendentes" da matéria na escala do infinitamente pequeno.

Em vez dos 'bits' da computação clássica, que podem assumir os valores binários 0 e 1, o Mendo quântico usa 'Qubits', que podem ter vários valores ao mesmo tempo, permitindo -- em teoria -- realizar operações matemáticas em paralelo.

Atualmente, muitas empresas estão na corrida para dominar a tecnologia quântica, incluindo a IBM.

Leia Também: Garcia de Orta espera repor normalidade informática "nos próximos dias"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório