Meteorologia

  • 23 MAIO 2022
Tempo
21º
MIN 15º MÁX 22º

França manda fechar órgão antifascista e site islâmico

Nos últimos dois anos, foram encerrados 12 sites pelo governo - sete deles publicavam conteúdos muçulmanos, incluindo entidades que geriam mesquitas, uma organização humanitária e ainda grupos que alertavam para a islamofobia.

França manda fechar órgão antifascista e site islâmico
Notícias ao Minuto

23:56 - 26/01/22 por Notícias ao Minuto

Mundo França

O governo francês anunciou esta semana que iria fechar dois sites de notícias, um antifascista e outro islâmico, alegando estar a defender a segurança e os "valores nacionais" do país.

A medida surge depois de, em 2021, o governo ter aprovado uma lei que permite ao Estado monitorizar e fechar sites que atentem contra aquilo que define ser os "valores nacionais", depois da morte do professor Samuel Paty e de outros ataques extremistas islâmicos que ocorreram no país.

Mas, segundo a Reuters, a medida tem sido contestada por grupos de direitos humanos e organizações não-governamentais, que consideram que o governo tem atacado quaisquer sites e meios muçulmanos que não sejam aprovados pelo Estado.

Esta semana, o ministro do Interior, Gerald Darmanin, disse que ia fechar o site "Nantes Révoltée", uma plataforma sediada em Nantes e criada depois do ataque de 2012 que promove notícias mas também promoveu uma manifestação violenta contra a extrema-direita naquela cidade.

Outro site atacado pelo ministério é o "La Voie Droite", que publica conteúdo islâmico.

Nenhum dos sites cessou ainda a sua atividade e afirmam não ter recebido ainda essa ordem por parte do governo.

Segundo a Reuters, entre 2016 e 2019 foram encerrados sete sites. Nos últimos dois anos, foram fechados 12 sites pelo governo - sete deles publicavam conteúdos muçulmanos, incluindo entidades que serviam para gerir mesquitas, uma organização humanitária e ainda grupos que alertavam para a islamofobia.

O advogado do Nantes Revoltée disse à Reuters que  o site apenas divulgou informações sobre um evento, e proclamar o fim do Estado e de grupos de extrema-direita não torna o grupo responsável pela violência no protesto.

Sobre o La Voie Droite, Darmanin disse no domingo que o site promovia "conteúdo que incitava ao ódio"; o site, por outro lado, comunicou que "encoraja os muçulmanos a respeitar os textos", mas opõe-se "a qualquer tipo de ameaça ou legitimação de violência".

Leia Também: França anuncia encerramento de mesquita por discurso antissemita

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório