Meteorologia

  • 28 MAIO 2022
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 26º

AO MINUTO: Madeira espera dados sobre 4.ª dose; 60 mil doses de reforço

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19.

AO MINUTO: Madeira espera dados sobre 4.ª dose; 60 mil doses de reforço
Notícias ao Minuto

08:35 - 16/01/22 por Notícias ao Minuto

Mundo Covid-19

O dia de ontem ficou marcado por manifestações contra as restrições impostas devido à Covid-19 em vários países do mundo. Em Viena, dezenas de milhares manifestaram-se contra a vacina obrigatória. Já em França, os protestos estavam também relacionados com o passe sanitário, reunindo-se 54.000 pessoas para protestar.

Por cá, ficámos a saber que mais 63.720 doses de reforço foram dadas nas últimas 24 horas. Passaram também ontem a ser elegíveis à terceira dose da vacina professores e funcionários do ensino Superior que podem receber a dose no fim de semana.

Este fim de semana está ainda a decorrer no Centro de vacinação na FIL, em Lisboa, a vacinação dos membros de mesas de voto das próximas eleições de dia 30.

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19: 

00h00 - Fechamos aqui o Minuto deste domingo. Amanhã conte com um novo regista com todos os detalhes e desenvolvimentos da pandemia em Portugal e no Mundo ao longo do dia. 

23h07 - Brasil ultrapassa marca de 23 milhões de casos de infeção

Brasil ultrapassou hoje a marca de 23 milhões de casos de covid-19, ao registar 24.934 novas infeções e 74 mortes nas últimas 24 horas, números que mostram uma redução para metade dos óbitos e de infetados.

20h47 - Madeira com mais uma morte e 1.455 novos casos

A Madeira registou mais uma morte associada à covid-19, tendo as autoridades de saúde da região sinalizado 1.455 novos casos, 13.617 situações ativas e 1.030 doentes recuperados, foi hoje anunciado

20h29 - Madeira aguarda indicações da agência europeia sobre 4.ª dose da vacina

O governo madeirense aguarda indicações da Agência Europeia do Medicamento sobre a administração da quarta dose da vacina contra a covid-19, e está a elaborar uma nova estratégia de combate à doença, com medidas menos restritivas, anunciou hoje.

19h02 - Parlamento francês aprova passe vacinal e limita vida social a não vacinados

O Parlamento francês aprovou hoje em votação final o projeto de lei que introduz o passe vacinal, que o Governo quer pôr em vigor o mais rapidamente possível em face ao ressurgimento da epidemia de Covid-19.

18h28 - Foram administradas mais 60 mil doses de reforço em Portugal

Foram dadas mais 60 mil doses de reforço da vacina contra a Covid-19, em Portugal, de acordo com o último relatório da vacinação publicado pela Direção-Geral de Saúde (DGS). Segundo os dados mais recentes, estas 60 mil doses aumentam o número de vacinados com o reforço para 3.782.623. Quanto ao esquema de vacinação primária, foram dadas mais 2.292 num total de 8.758.041 utentes com o esquema primário completo. 

14h20 - Portugal regista mais 32.271 novos casos e 33 mortes pela Covid-19

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado este domingo pela Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal contabilizou nas últimas 24 horas mais 33 mortes e 32.271 novos casos. É o terceiro dia consecutivo em que o nosso país regista mais de 30 óbitos. 

13h36 - Açores com 471 novos casos totalizam hoje 40 internados

Os Açores têm hoje 471 novos casos positivos de Covid-19, contabilizando um total de 3.541 infeções ativas e estão agora internadas 40 pessoas infetadas com o vírus SARS-CoV-2, mais três do que no sábado. De acordo com o boletim diário da Autoridade de Saúde dos Açores foram diagnosticados, nas últimas 24 horas, "471 novos casos positivos de covid-19, sendo 273 em São Miguel, 101 na Terceira, 57 no Pico, 19 no Faial, 13 em São Jorge, seis em Santa Maria e dois nas Flores, resultantes de 3.146 análises".  

13h26 - Áustria torna vacinação "obrigatória" a partir de fevereiro

A Áustria vai ser o primeiro país da Europa a tornar a vacinação contra a Covid-19 "obrigatória" para adultos, aplicando multa pesada a quem não o cumpra, comunicou hoje o chanceler austríaco. "Conforme planeado, vamos tornar a vacinação obrigatória no início de fevereiro", disse, em entrevista coletiva, o conservador Karl Nehammer, que chefia o governo austríaco em coligação com os verdes.

12h40 - Portugal já administrou 20 milhões de vacinas contra a Covid-19

"Mais de 20 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 já foram administradas desde que arrancou a campanha de vacinação no país", indicou, este domingo, a Direção-Geral da Saúde, num comunicado enviado às redações. "Até ao final do dia de ontem, 15 de janeiro, foram administradas cerca de 20.006.500 vacinas em Portugal.

12h33 - As imagens de Djokovic à saída da Austrália

Novak Djokovic já está no aeroporto do lado vai deixar, neste domingo, a Austrália. O tenista teve o visto cancelado por decisão do Tribunal Federal e, por isso, terá de regressar no imediato à Sérvia.

Notícias ao Minuto As imagens de Djokovic à saída da Austrália© Getty Images

12h00 - Boris Johnson prepara-se para agir depois de acusado de infringir a lei

Boris Johnson irá abordar a "cultura subjacente" em Downing Street, que permitiu várias festas durante o confinamento, disse hoje o líder do partido conservador, sobre o escândalo que abalou o primeiro-ministro britânico, acusado pela oposição de "infringir a lei".

10h56 - "Djokovic foi vítima de uma caça às bruxas"

O presidente sérvio, Aleksandar Vucic, afirmou hoje que o tenista Novak Djokovic, que será deportado da Austrália, foi maltratado e vítima de uma "caça às bruxas" digna de espetáculo "orwelliano", considerando que quem se humilhou foram as autoridades australianas.

10h54 - ATP diz que expulsão de Djokovic encerra "acontecimentos lamentáveis"

A Associação de Tenistas Profissionais (ATP), que dirige o circuito profissional de ténis masculino, comentou hoje que a expulsão de Novak Djokovic da Austrália "põe fim a uma série de acontecimentos profundamente lamentáveis".

"A decisão de hoje (domingo) de defender o cancelamento do visto australiano de Novak Djokovic põe fim a uma série de acontecimentos profundamente lamentáveis", escreveu a ATP, sublinhando que "as decisões do tribunal sobre questões de saúde pública devem ser respeitadas", mas que "a ausência de [Djokovic] do Open da Austrália é uma perda para o ténis".

10h21 - Pedidos de estrangeiros para exercer medicina diminuíram com pandemia

O número de pedidos de reconhecimento por parte de estrangeiros para o exercício da medicina em Portugal diminuiu com a pandemia de Covid-19, segundo dados do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior enviados à Lusa.

Esta tendência - que foi, de acordo com a mesma fonte, acompanhada por um aumento das aprovações de equivalência - é confirmada por dados da Ordem dos Médicos, segundo os quais se inscreveram 132 médicos estrangeiros no ano passado, um número inferior ao registado nos três anos anteriores: 175 em 2020, 172 em 2019 e 148 em 2018.

09h58 - Vacinação já era "requisito" e não há obrigatoriedade na Marinha

A Marinha esclareceu hoje que a vacinação já era um "requisito de aprontamento" para as missões que envolvem os seus operacionais e que, no caso da Covid-19, não há obrigatoriedade de inoculação para todos os militares do ramo. O despacho do Chefe do Estado-Maior da Armada de sexta-feira "não estabelece a obrigatoriedade da vacinação contra a covid-19 aos militares, militarizados e civis", lê-se numa resposta escrita enviada pela porta-voz da Marinha à agência Lusa.

09h53 - Primeiro-ministro australiano satisfeito com decisão contra Djokovic

O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, manifestou hoje a sua satisfação com a decisão judicial que confirmou o cancelamento do visto e a expulsão do país do tenista sérvio Novak Djokovic, alegando tratar-se de uma decisão de "interesse público".

09h08 - Djokovic "desapontado" por não poder participar no Open da Austrália

O tenista sérvio Novak Djokovic disse hoje estar "desapontado" por um tribunal ter indeferido o recurso que apresentara contra uma ordem de deportação e que o vai impedir de participar no Open da Austrália 2022.

08h56 - Prioridade é a pandemia mas Moçambique precisa de "reformas"

A economista da ONU que segue as economias lusófonas africanas disse hoje à Lusa que apesar de a prioridade ser o combate à pandemia, Moçambique precisa de reformas estruturais para acelerar o crescimento de 3,8% previsto para 2022.

08h27 - Economia de Angola não recupera da pandemia até 2023

A economista da ONU que segue as economias lusófonas africanas disse hoje à Lusa que a produção económica em Angola vai continuar abaixo dos níveis anteriores à pandemia de covid-19 até 2023, mesmo tendo saído da recessão em 2021. "A economia de Angola em 2022 deverá crescer pela primeira vez em seis anos, depois de ter contraído 4% em 2020, a quinta consecutiva e a mais grave em 30 anos, e em 2021 estimamos um crescimento nulo dada a menor produção petrolífera, apesar do aumento dos preços", disse a economista Helena Afonso, do Departamento das Nações Unidas para Assuntos Económicos e Sociais (UNDESA).

08h20 - Djokovic vai ser deportado da Austrália

Agora, a decisão é definitiva: Novak Djokovic vai ser deportado e não vai disputar o Open da Austrália. O tenista sérvio perdeu no recurso ao Tribunal Federal Australiano e vai mesmo deixar o país ainda neste domingo, isto depois de ter mentido à chegada ao país quando foi interrogado como medida sanitária.

08h10 - Alemanha regista hoje 52.504 casos e 47 mortes

A Alemanha registou novamente, este domingo, um decréscimo no número de casos diários. São hoje 52.504, menos 19.518 do que ontem. Segundo os dados divulgados pelo Instituto Robert Koch, morreram ainda mais 47 nas últimas 24 horas, menos 188 que ontem.

08h00 - Portugueses impedidos de regressar após proibição de voos para Macau

Quinze dias de proibição de voos de passageiros para Macau, oriundos de "regiões fora da China", apanharam de surpresa dezenas de portugueses no estrangeiro, impossibilitados de regressar ao território. A proibição, que entrou em vigor em 09 de janeiro, foi anunciada, na sequência da deteção de dois casos da variante Ómicron do novo coronavírus em residentes que chegaram ao território oriundos do estrangeiro e cumpriam quarentena obrigatória de pelo menos 21 dias.

07h50 - Nicolás Maduro preocupado com aumento de casos na Venezuela

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, mostrou-se preocupado, no sábado, com o aumento de casos de infeção pelo novo coronavírus no país nas duas últimas semanas.

"Na última semana de dezembro e primeira de janeiro, a Venezuela conseguiu uma diminuição recorde de casos de Covid-19, chegámos a cinco casos por 100.000 habitantes. Mas hoje chegámos aos 18 casos por 100.000 habitantes", disse na Assembleia Nacional.

07h40 - China regista 119 infetados nas últimas 24 horas. 65 por contágio local

A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou hoje a deteção de 119 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, 65 dos quais por contágio local.

07h30 - Bom dia! Damos início a um novo registo de acompanhamento AO MINUTO da pandemia de Covid-19. Pode recordar aqui o anterior.

Leia Também: AO MINUTO: Covax já distribuiu mil milhões de doses; Protestos em França

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Campo obrigatório