Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2022
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Fugitivo americano foi preso em Glasgow após ser infetado com Covid-19

Nicholas Rossi, é procurado por uma agressão sexual em Utah em 2008, e outra em Ohio em 2018.

Fugitivo americano foi preso em Glasgow após ser infetado com Covid-19

Um americano que fingiu a sua morte para fugir a acusações de agressão sexual foi preso num hospital em Glasgow na Escócia, onde esta ainda a ser tratado após contrair a Covid-19.

Nicholas Rossi, é procurado por uma agressão sexual em Utah, nos Estados Unidos, em 2008, e outra em Ohio em 2018.

O homem de 34 anos foi preso usando o pseudônimo, Arthur Knight, num hospital em Glasgow onde permanece até aos dias de hoje vigiado pela polícia 24 horas por dia.

O alegado predador sexual entrou no Hospital Universitário Queen Elizabeth em dezembro passado, e precisou ser entubado devido à gravidade da doença.

Entretanto descobriu-se que tinha fugido com um nome falso para o Reino Unido. Caso ele não tivesse entrado no hospital nunca seria possível localiza-lo segundo as polícias de ambos os países.

Rossi "fugiu do país para evitar processos" e "tentou levar investigadores e legisladores do estado a acreditar que ele estava morto", disseram os representantes de Utah em comunicado, citado pela SkyNews.

Existia inclusivamente um memorial online no site EverLoved.com. Aqui, estava um texto complexo que relatava a vida de Nicholas Alahverdian que havia morrido a 29 de fevereiro de 2020 com um linfoma não Hodgkin. Este era outro pseudónimo do condenado.

Agora, será cumprido um longo processo de extradição que tem inclusivamente o envolvimento da Interpol visto que o homem é procurado em 195 países.

Leia Também: Morreu Bertie Auld, um dos 'Leões de Lisboa' do Celtic

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório