Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2021
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Tailândia: Manifestação de protesto no aniversário do golpe de Estado

Centenas de pessoas saíram hoje à rua em Banguecoque quando se assinala o 15.º aniversário do golpe de Estado dos militares que afastou do poder o primeiro-ministro Thaksin Shinawatra.

Tailândia: Manifestação de protesto no aniversário do golpe de Estado

O ex-chefe de governo milionário, que vive exilado, continua popular na Tailândia.

"Passaram 15 anos, continuamos aqui para lutar", gritou Nattawut Saikuar, político próximo de Thaksin, aos apoiantes, que agitavam bandeiras e cartazes pedindo a saída do atual primeiro-ministro, Prayut Chan-O-Cha.

Este antigo chefe do exército assumiu o poder num golpe de Estado de 2014.

"Não importa quantos golpes de Estado houver, não nos podem parar. Por muito fortes que sejam os seus tanques, não podem parar os corações combativos do povo", disse Nattawut.

A Tailândia foi palco de uma dúzia de golpes de Estado militares desde o fim da monarquia absoluta em 1932. A maioria foi necessária, segundo os militares, para proteger a monarquia, que permanece sagrada no país.

Thaksin, que conseguiu o poder sobretudo graças ao apoio do movimento dos "camisas vermelhas", afirmava defender a classe trabalhadora e camponesa, que beneficiou da introdução de novas medidas como um sistema universal de saúde.Mas era odiado e considerado populista pelas elites de Banguecoque e pelos militares, tendo sido acusado de corrupção.

A sua influência continuou após a sua saída do poder, dado que foi substituído na chefia do governo pela sua irmã Yingluck. Esta foi afastada no golpe de Estado de 2014.

Leia Também: Na Tailândia, táxis parados por força da pandemia são agora hortas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório