Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2021
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

PM interino do Líbano no Cairo para abordar relações bilaterais

O primeiro-ministro interino do Líbano chegou hoje ao Cairo para conversações sobre o futuro das relações entre os dois vizinhos da África do Norte, indicou fonte oficial egípcia.

PM interino do Líbano no Cairo para abordar relações bilaterais
Notícias ao Minuto

19:11 - 15/09/21 por Lusa

Mundo Líbia

Abdul Hamid Dbeibah foi recebido no aeroporto do Cairo pelo seu homólogo egípcio, Mustafa Madbouly, indicou o porta-voz do Governo, Nader Saad.

Dbeibah chefia a delegação líbia nas conservações do designado Alto Comité Conjunto egípcio-líbio, que se centra no comércio e outra cooperação. Há menos de cinco meses, Madbouly tornou-se no mais alto responsável egípcio a visitar a Líbia, após o país rico em petróleo ter resvalado para o caos em 2011 na sequência de uma revolta interna e posterior intervenção da NATO que derrubou o então líder Muammar Kadhafi, morto posteriormente.

Antes da partida para o Cairo, Dbeibah manteve conversações na capital líbia com o Derek Chollet, conselheiro do Departamento de Estado dos EUA, e com o embaixador norte-americano, Richard Norland. De acordo com a embaixada dos Estados Unidos, Chollet e Norland pretendem garantir a "estabilidade" e "preparar" as eleições de dezembro.

Dbeibah, um poderoso empresário da cidade líbia de Misrata (oeste), ainda deverá reunir-se com o general Khalifa Haftar, que comanda uma força militar própria no leste do país. Este encontro poderá significar um avanço nos esforços para diminuir a tensão entre o Governo interino e as forças de Haftar.

O Egito considera o caos no Líbano como uma ameaça à sua estabilidade, com diversos grupos militantes a utilizarem o deserto líbio como base para desencadearam ataques no Egito. Dezenas de milhares de egípcios trabalham desde há longos anos na vizinha Líbia, apesar de o número ter decaído desde 2011.

As conservações de paz patrocinadas pela ONU em 2020 permitiam o fim do conflito interno entre forças rivais e a elaboração de um roteiro político que implicará eleições em dezembro.

Leia Também: Macron e Guterres saúdam novo governo do Líbano

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório