Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

Itália reporta mais 5.140 casos e cinco mortes associadas à Covid-19

A taxa de positividade subiu para 2% nos últimos dias, o que quer dizer que por cada 100 testes realizados dois são positivos.

Itália reporta mais 5.140 casos e cinco mortes associadas à Covid-19

A Itália notificou este sábado mais 5.140 casos de novo coronavírus, apenas menos três casos do que o reportado na sexta-feira (5.143). As autoridades de Saúde notificaram, ainda, mais cinco óbitos referentes às últimas 24 horas, também uma descida em relação à véspera (17).

Itália contabiliza um total de 4.312.673 casos positivos confirmados desde o início da pandemia no país, a 21 de fevereiro de 2020. O número total de mortes é agora de 127.942.

No que diz respeito à taxa de positividade, esta passou de 2,2% para 2%, ou seja, por cada 100 testes realizados dois são positivos.

Ainda de acordo com o boletim informativo do Ministério da Saúde italiano, o número de casos ativos é agora de 62.523, menos 3.771 em relação ao dia anterior.

Nos últimos 30 dias, segundo a autoridade de saúde, 33% dos contágios, 46% das hospitalizações, 71% dos internamentos em unidades de cuidados intensivos e 69% das mortes por Covid-19 ocorreram em pessoas que não estavam vacinadas.

Ao todo, 54,91% da população italiana com mais de 12 anos (29,7 milhões de pessoas) tem a vacinação completa contra a Covid-19.

Em Itália, o uso de máscara apenas é obrigatório em espaços fechados. A partir de 05 de agosto será necessário ter o certificado digital covid-19 europeu (que atesta a vacinação, testagem negativa ou recuperação da doença) para entrar num restaurante, cinema, teatro, museu, estádio ou outros locais de lazer.

Na sexta-feira, o presidente do Instituto Superior de Saúde de Itália, Silvio Brusaferro, disse que o número de casos com a variante Delta está a aumentar, devendo tornar-se a espécie dominante em Itália, nos próximos dias.

Brusaferro - que apontou que a idade média das infeções em Itália desceu para 25 anos e a dos pacientes hospitalizados para 55 anos - alertou para a necessidade de as pessoas completarem a vacinação e respeitarem as medidas de restrição, para travar o aumento de casos, mas reconheceu que o impacto da pandemia nos hospitais não é grave.

Leia Também: AO MINUTO: Reino Unido com 31.795 novos casos; Guiné prolonga alerta

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório