Meteorologia

  • 05 AGOSTO 2021
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

AO MINUTO: Brasil com mais 827 mortes. Variante Delta em 74 países

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Brasil com mais 827 mortes. Variante Delta em 74 países

Portugal notificou esta segunda-feira mais 625 casos confirmados de infeção pelo coronavírus SARS-CoV-2 e zero mortes associadas à doença. O número de pessoas internadas subiu para 340, das quais 77 em unidades de cuidados intensivos, de onde saíram cinco doentes nas últimas 24 horas.

O índice nacional de transmissibilidade (Rt) do coronavírus SARS-CoV-2 subiu de 1,07 para 1,09 e a incidência de casos de infeção por 100.000 habitantes subiu de 79,3 para 84,5,

Consulte os mapas da evolução da pandemia do novo coronavírus em Portugal e no Mundo.

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19:

00h00 - Suspendemos aqui o registo de hoje. O acompanhamento será retomado na manhã de terça-feira. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas:

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

Só quer tirar dúvidas? Não assoberbe as linhas telefónicas: [email protected]

23h31 - Variante Delta já se encontra em 74 países. O Guardian reporta, esta segunda-feira, que a variante Delta do novo coronavírus, primeiramente identificada na Índia, já foi detetada em, pelo menos, 74 países, causando alguma ameaça pela velocidade a que se tem transmitido. Na semana passada, Ashish Jha, reitor da escola de saúde pública da Universidade Brown, nos Estados Unidos, apelidou a variante Delta de "a mais contagiosa que vimos até agora".

23h16 - "É muito pouco provável que se recue no desconfinamento". O virologista Pedro Simas concorda com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa. "É muito pouco provável que se recue no desconfinamento", salientou o epidemiologista nos estúdios da SIC Notícias, onde vários especialistas debateram, na noite desta segunda-feira, uma nova vaga da Covid-19, a variante Delta e o adiamento do desconfinamento no Reino Unido.

23h02 - Banco Mundial junta-se ao grupo de compra de vacinas para África. O Banco Mundial juntou-se ao Grupo de Trabalho para a Aquisição de Vacinas em África (AVATT), acelerando o processo de vacinação de 60% da população africana, um valor "fundamental" para salvar vida e relançar a economia.

22h42 - Brasil notifica 827 óbitos e 39.846 contágios no último dia. O Brasil notificou esta segunda-feira 827 mortes associadas à Covid-19 e 39.846 novos casos de infeção confirmados, segundo dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). O país, com 212 milhões de habitantes, acumula 17.452.612 contágios confirmados desde o registo do seu primeiro caso, em São Paulo, em fevereiro do ano passado. Morreram 488.228 pessoas.

21h25 - Governo dos Açores admite reforço da vacinação em São Miguel. O presidente do Governo dos Açores admitiu hoje a possibilidade de a 'task force', que está a vacinar em massa a população das ilhas sem hospital, garantir também um reforço da vacinação contra a Covid-19 em São Miguel.

20h36 - Rio de Janeiro propõe mini carnaval numa ilha para provar eficácia de vacinas. O prefeito da cidade brasileira do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou hoje que pretende celebrar um míni carnaval antecipado na ilha de Paquetá, cuja população será massivamente vacinada contra a Covid-19 no próximo domingo.

20h30 - Cerca de 40 idosos de lar de Barcelos ainda não foram vacinados. O agendamento da vacinação contra a Covid-19 para quem tem mais de 40 anos está prestes a começar, contudo, cerca de quatro dezenas de idosos do lar Rainha Dona Leonor, em Barcelos, ainda não receberam qualquer dose da vacina, revela, esta segunda-feira, a SIC Notícias.

20h27 - IL teve "ânsia de palco" e "mordeu a língua" após críticas ao Avante. O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, disse hoje que o arraial organizado pela Iniciativa Liberal (IL) é fruto da "ânsia de palco", que leva a que "muitos mordam a língua", após as críticas feitas à organização do Avante.

20h04 - França regista 63 mortos e mantém internamentos hospitalares baixos. As autoridades sanitárias francesas indicaram que há, neste momento, 12.374 pessoas hospitalizadas e 2.068 em unidades de cuidados intensivos, o que representa menos 106 doentes num dia, no primeiro caso, e menos 38 doentes no segundo.

19h47 - Madeira regista oito novos casos. Arquipélago registou ainda sete recuperações e 76 situações suspeitas, indicou a Direção Regional de Saúde, referindo que o total de infeções ativas é de 71, com dois doentes hospitalizados.

Saliente-se que três dos oito novos positivos foram importados do continente - um da região de Lisboa e Vale do Tejo, um da região Centro e um da região Sul.

19h13 - Casos diminuem mas África preocupa OMS. O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, salientou hoje a diminuição do número de casos de Covid-19 no mundo, mas afirmou-se preocupado com o "aumento acentuado" em África.

19h11 - Mais de 500 alunos regressaram às aulas na Madeira após isolamento. Mais de 500 alunos regressaram hoje ao regime de aulas presenciais na Região Autónoma da Madeira, depois de terem cumprido isolamento profilático por situações de Covid-19 ou contacto com casos positivos, informou hoje a Secretaria da Educação.

18h45 - Desconfinamento? "Não creio" que se possa garantir que não se volta atrás. O primeiro-ministro disse hoje que ninguém pode garantir que não se volta atrás no desconfinamento, sublinhando que o Governo adotará "em cada momento as medidas que se justifiquem perante o estado da pandemia".

18h36 - Boris Johnson confirma: Desconfinamento adiado quatro semanas. O  primeiro-ministro britânico confirmou, esta segunda-feira, que o plano de desconfinamento para Inglaterra, cujo início estava planeado para dia 21 deste mês, será atrasado quatro semanas, até 19 de julho, por causa do impacto causado pela variante Delta. "Mas agora é altura de tirar o pé do acelerador, porque se formos cautelosos agora teremos a chance, nas próximas quatro semanas, de salvar muitos milhares de vidas ao vacinar mais milhões de pessoas", acrescentou.

18h11 - EMA critica desinformação sobre vacina da AstraZeneca. A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) criticou a circulação de informação errada sobre a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19, depois de um funcionário da agência ter sido mal interpretado numa entrevista ao jornal italiano La Stampa. Marco Cavaleri, responsável pela task force da vacinação da agência europeia, teria dito ao jornal italiano La Stampa, este fim de semana, que "seria preferível deixar de utilizar a vacina AstraZeneca para todos os grupos etários quando existem outras alternativas". Ora, este artigo, segundo a EMA, citava erroneamente um dos especialistas da agência. "O artigo foi revisto desde então e também solicitámos uma correcção formal", informou a EMA.

18h08 - Espanha manterá obrigatoriedade de uso de máscara em espaços fechados. O diretor do Centro de Alertas e Emergências em Saúde, Fernando Simón, disse, em conferência de imprensa, que o país deverá manter a obrigatoriedade do uso de máscara em espaços fechados, admitindo, porém, um alívio no uso em espaços ao ar livre. "Se bem que possamos estar numa situação adequada para não a utilizar em em exteriores, em interiores creio que ainda é necessário", indicou.

17h59 - Espanha reporta 8.167 novos casos e 16 óbitos desde sexta-feira. O Ministério da Saúde espanhol notificou esta segunda-feira mais 8.167 novos casos de contágio e mais 16 óbitos associados à doença Covid-19, registos que incluem dados de sexta-feira, sábado e domingo. No total, o país lamenta a morte de 80.517 pessoas desde o início da pandemia e contabiliza 3.741.767 casos de infeção acumulados.

17h23 - Madrid permite diversão noturna a partir de dia 21 até às 3h da manhã. A Comunidade de Madrid chegou a um acordo com os empresários da noite, esta segunda-feira, e as discotecas poderão reabrir a partir da próxima segunda-feira, dia 21 de junho, reporta o El Mundo. A atividade noturna será retomada gradualmente e as medidas serão revistas a cada 15 dias. A partir da próxima semana, porém, as discotecas e bares poderão permanecer abertas até às 3h da manhã, ainda que só possam aceitar novos clientes até às 2h.

17h05 - Bruxelas já só prevê primeiros desembolsos para recuperação em agosto. A Comissão Europeia já só prevê os primeiros desembolsos aos países das verbas da recuperação pós-crise da Covid-19 em agosto, e não em julho como antes estimado, dados os procedimentos necessários, anunciou hoje o comissário europeu da tutela.

17h04 - Reino Unido regista mais 7.742 casos e três mortes por Covid-19. O Reino Unido registou, nas últimas 24 horas, 7.742 novos casos de Covid-19 e três mortes associadas à doença, de acordo com os dados divulgados esta segunda-feira pelo governo britânico.

17h03 - Covid: 85 praias fluviais do Centro podem receber cerca de 30 mil pessoas. Oitenta e cinco praias fluviais localizadas maioritariamente em municípios do interior Centro poderão esta época balnear receber um limite máximo de cerca de 30 mil pessoas, de acordo com legislação publicada hoje em Diário da República (DR).

16h21 - Irão autoriza uso de emergência da sua primeira vacina. As autoridades iranianas autorizaram o uso de emergência da primeira vacina contra a Covid-19 produzida no Irão, a Coviran Barekat, apesar de estar ainda por finalizar a terceira fase de ensaios clínicos, indicou hoje o Governo de Teerão.

16h20 - Governo e task force avaliam "forma rápida" de vacinar imigrantes ilegais. O Governo e a task force da vacinação contra a Covid-19 estão a avaliar a forma mais rápida de vacinar os imigrantes ilegais, no âmbito do plano que prevê a imunização de todos os residentes em Portugal.

16h19 - CP repõe lotação máxima em comboios apenas com lugares sentados. A CP - Comboios de Portugal repõe, a partir de hoje, a totalidade dos lugares disponíveis, nos comboios apenas com lugares sentados, como Alfa Pendular e Intercidades, ficando sem efeito qualquer limitação imposta no âmbito da pandemia.

15h41 - Alemanha poderá aliviar obrigação de uso de máscara. A Alemanha poderá, em breve, levantar gradualmente a obrigatoriedade do uso de máscara devido ao descréscimo do número de novos casos, de acordo com o indicado hoje pelo ministro da Saúde, Jens Spahn. O uso de máscara é obrigatório em locais públicos fechados e em transportes públicos há mais de um ano no país.

15h11 - 70% dos novos casos na Grande Lisboa têm origem em meio familiar. Cerca de 11% devem-se a festas e eventos, informou o coordenador da resposta Covid-19 na região. No total, há, neste momento, 170 surtos ativos em Lisboa e Vale do Tejo.

15h02 - Rt sobe para 1,09 e incidência aumenta para 84,5. O índice nacional de transmissibilidade (Rt) do coronavírus SARS-CoV-2 subiu de 1,07 para 1,09 e a incidência de casos de infeção por 100.000 habitantes subiu de 79,3 para 84,5, foi hoje divulgado.

15h01 - Portugal com mais 625 novos casos e sem registo de mortes. Portugal reportou, nas últimas 24 horas, 625 novos contágios de Covid-19 (um aumento de 0,07%) e não reportou qualquer óbito associado à doença, informou esta segunda-feira a Direção-Geral da Saúde (DGS). Com esta atualização, Portugal passa a somar, desde o início da pandemia, 858.072 casos e 17.047 vítimas mortais. 

O número de pessoas internadas subiu para 340 - o número mais alto desde 27 de abril (342) -, das quais 77 em unidades de cuidados intensivos, de onde saíram cinco doentes nas últimas 24 horas.

15h00 - Iniciámos um novo registo. Para conferir as atualizações da manhã, clique aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Incidência e Rt a subir. Lisboa soma mais de metade dos casos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório