Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2021
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

Banco Mundial junta-se ao grupo de compra de vacinas para África

O Banco Mundial juntou-se ao Grupo de Trabalho para a Aquisição de Vacinas em África (AVATT), acelerando o processo de vacinação de 60% da população africana, um valor "fundamental" para salvar vida e relançar a economia.

Banco Mundial junta-se ao grupo de compra de vacinas para África
Notícias ao Minuto

22:54 - 14/06/21 por Lusa

Economia Covid-19

"A decisão do Banco Mundial de juntar-se ao AVATT, no seguimento do anúncio dos Estados Unidos sobre a partilha de doses de vacinas, significa que os países podem ficar seguros de que conseguem aceder e financiar as vacinas de que precisam", disse o Enviado Especial da União Africana e coordenador do AVATT, Strive Masiyiwa, citado na nota enviada à Lusa pela Comissão Económica para África das Nações Unidas (UNECA).

De acordo com o AVATT, os estados membros da União Africana recebem vacinas de acordo com o tamanho das suas populações para comprarem através de um mecanismo partilhado, que complementa a oferta disponibilizada pela COVAC, que foi criada para garantir a vacinação de 30% da população de todos os países participantes, nomeadamente os africanos.

No final de março, a União Africana tinha anunciado que ia comprar até 400 milhões de vacinas contra a covid-19 à farmacêutica Johnson & Johnson , alcançando metade do objetivo de vacinar 750 milhões de pessoas, segundo o Banco Africano de Exportações e Importações (Afreximbank).

"Todos os países membros da União Africana vão ter acesso a 200 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson contra a covid-19, com o potencial de poderem encomendar mais 180 milhões de doses adicionais, através de um acordo assinado a 28 de março através do Fundo Africano de Aquisição de Vacinas", lê-se numa nota então divulgada.

A transação foi possível através do fundo de 2 mil milhões de dólares (1,7 mil milhões de euros) aprovado pelo Afreximbank, que agiu como intermediário financeiro em toda a operação, diz o banco, agradecendo "o apoio da Comissão Económica das Nações Unidas para África e do Fundo Internacional de Emergência das Nações Unidas para as Crianças [UNICEF]".

África regista hoje um total acumulado de 134.818 mortes associadas à covid-19 e 5.049.036 infetados desde o início da pandemia, de acordo com o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças da União Africana (África CDC).

O número total de pessoas recuperadas da infeção é de 4.524.651, de acordo com a mesma entidade, que reúne os dados oficiais de 55 países e territórios do continente.

Leia Também: AO MINUTO: França com mais 63 óbitos. Rio de Janeiro propõe mini carnaval

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório