Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2021
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

AO MINUTO: Rt e casos diários sobem. Internamentos continuam a descer

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo.

AO MINUTO: Rt e casos diários sobem. Internamentos continuam a descer

Especialistas na área da saúde defendem que a elevada taxa de vacinação e a obrigatoriedade de um teste negativo à Covid-19 à chegada permite a Portugal assumir o "risco controlado" de receber cidadãos britânicos, numa altura em que a variante associada à Índia está a registar uma prevalência crescente no número de casos da doença no Reino Unido.

A Índia, que enfrenta uma situação dramática, ultrapassou pela primeira vez as 4.500 mortes por Covid-19 num só dia, com 4.529 óbitos registados nas últimas 24 horas.

Por cá, 32% da população já está vacinada pelo menos com a primeira dose  e 14% já tem a vacinação completa. Os internamentos devido à Covid-19 continuam a descer, tendo esta quarta-feira sido reportadas duas mortes e 511 novos casos.

Esta quarta-feira entram em vigor as regras de acesso às praias, cujo incumprimento está sujeito a coimas, ao contrário do ano passado. O uso de máscara "até chegar ao areal sempre que o distanciamento físico recomendado pelas autoridades de saúde se mostre impraticável" é uma das regras. 

Pode consultar nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no mundo

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no mundo:

15h00 - Boa tarde! Continue a seguir-nos ao longo da tarde e noite aqui

14h30 - Odemira. O Supremo Tribunal Administrativo admitiu a providência cautelar da Junta de Freguesia de S. Teotónio, no concelho de Odemira, para avançar para o mesmo patamar de desconfinamento da generalidade de Portugal continental, avança, esta quarta-feira, a TVI24. 

14h00- Portugal soma, esta quarta-feira, mais duas vítimas mortais e 511 novos casos de Covid-19, revelou a Direção-Geral da Saúde (DGS) no mais recente boletim epidemiológico. A transmissibilidade (rt) subiu, mantendo-se agora nos 1,02 a nível nacional. Desde o dia 28 de abril (dia em que foram reportados 572 contágios) que o país não registava tantos casos. A incidência de casos de infeção por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias aumentou para 51,4.

Os internamentos continuam a descer. Estão hospitalizadas 211 pessoas com Covid-19 (menos 22), 56 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (menos 10). 

Notícias ao Minuto Matriz de risco atualizada esta quarta-feira. Portugal segue no verde© DR  

13h57 - Bruxelas cria selo sanitário para aumentar confiança no turismo europeu. A Comissão Europeia anunciou hoje a criação do "Selo de Segurança do Turismo Europeu Covid-19", uma autenticação do cumprimento das regras sanitárias a ser usada por estabelecimentos turísticos na União Europeia (UE), visando a retoma no verão

13h40 - Através do Twitter, o SNS lembra que com o arranque da época balnear há novas regras (e multas) em vigor.

13h28 - 21 novos casos e 29 recuperações nos Açores. O arquipélago registou , nas últimas 24 horas, 21 novos contágios, sendo 19 em São Miguel, um na Terceira e um em São Jorge, e 29 pessoas recuperaram da doença, informa a Autoridade de Saúde Regional

13h14 - Maláui queima vacinas cujo prazo expirou em abril. Quase 20 mil doses de vacinas da multinacional farmacêutica AstraZeneca foram destruídas esta manhã no Hospital Central de Kamuzu, na capital Lilongwe. Faziam parte de um lote de 102 mil que chegaram ao Maláui em 26 de março com apenas 18 dias de duração e expiraram a 13 de abril, justificou o secretário da Saúde, Charles Mwansambo

De referir que a queima de vacinas contraria os apelos da OMS e do Centro Africano de Controlo e Prevenção de Doenças (África CDC)

13h09 - Mais de 3.4 milhões de mortos em todo o mundo. De acordo com o balanço mais recente da agência noticiosa AFP, a pandemia da Covid-19 matou, desde o final de dezembro de 2019, pelo menos 3.406.803 pessoas no mundo

Os países que registaram o maior número de mortes só esta terça-feira foram a Índia (4.529), o Brasil (2.513) e os Estados Unidos (858). Os EUA são, aliás, o país mais afetado em termos de mortes e casos, com 587.219 mortes em 32.997.505 casos, de acordo com o levantamento realizado pela Universidade Johns Hopkins.

13h03 - PSP e SEF verificam testes negativos. Segundo despacho do Governo, os comprovativos dos resultados negativos dos testes de diagnóstico à Covid-19 feitos pelos passageiros vão passar a ser 'controlados' pela PSP e SEF consoante a origem dos voos e de forma aleatória

12h25 - Em França, o dia de hoje arrancou com mais um alívio de restrições impostas devido à pandemia da Covid-19. Lojas, esplanadas, museus, teatros e cinemas voltaram, esta quarta-feira, a abrir portas, ainda que com alguns condicionamentos.  Um olhar sobre este alívio através da lente da Guetty.

11h50 - Marta Temido admitiu  que pode ser preciso reorganizar serviços, como as urgências, redistribuir recursos e fazer adaptações para garantir "as melhores respostas" às necessidades assistenciais dos portugueses.

11h30 - A ministra da Saúde, Marta Temido, preside amanhã a uma videoconferência informal dos ministros da Saúde dos Estados-Membros, no âmbito da Presidência Portuguesa. Em cima da mesa estará a discussão sobre a adesão pelos Estados-Membros aos contratos de compra conjunta de vacinas relativos aos próximos anos (2022-23). Será ainda feito um ponto de situação sobre variantes do SarS-CoV-2.

11h15 - A União Europeia (UE) ultrapassou hoje a meta de 200 milhões de vacinas administradas, anunciou a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

11h10 - A população prisional vai ser toda vacinada na semana de 31 de maio, adiantou o secretário de Estado da Saúde, na comissão parlamentar de saúde. "Já estão identificadas listas de todas as pessoas detidas em pisões e serão vacinadas na semana de 31 de maio. É o que temos como objetivo e indicação", disse.

Diogo Serras Lopes explicou que na primeira fase da vacinação foram logo no início vacinados os guardas prisionais, assim como os reclusos com mais de 80 anos ou com as cormobilidades definidas como de risco.

11h00 - O Secretário Adjunto e da Saúde defendeu, no Parlamento, que "este Governo tem sido capaz de responder às necessidades dos portugueses". Lacerda Sales trouxe para debate o reforço dos recursos humanos do SNS, sublinhando que "sempre que investimos nos profissionais estamos a honrar os compromissos". 

10h45 - A União Europeia aceitou, esta terça-feira, reabrir as fronteiras aos viajantes que tenham sido a vacinação completa contra a Covid-19, avançou a AFP, uma informação, entretanto, já oficializada: "Hoje, os embaixadores da UE concordaram em atualizar a aprovação de viajar do exterior para a União Europeia e o Conselho recomenda que os Estados-membros aliviem algumas das restrições, nomeadamente para pessoas já completamente vacinadas", anunciou, na conferência de imprensa diária da Comissão Europeia, o porta-voz para a Justiça, Christian Wigand.

#BREAKING EU agrees to reopen borders to fully vaccinated travellers: sources pic.twitter.com/lw6NYXF3GC

10h30 - Acelerar vacinação? "Temos procurado trabalhar com todos os parceiros (...) as autarquias são uma peça chave" e "temos garantido que todos os recursos estão disponíveis". Pese embora o principal esforço [na campanha de vacinação] estar a cair nos cuidados de saúde primários, aumentou 2,5 milhões de consultas neste quadrimestre. "É este caminho que queremos prosseguir", salientou Marta Temido, respondendo às questões colocadas pela deputada do PCP, na comissão parlamentar de saúde.

Quanto ao levantamento das patentes, a ministra sublinhou que "é um tema em cima da mesa". 

10h00 - Marta Temido destacou, na comissão parlamentar de saúde, a "recuperação do ânimo do SNS", que era "diariamente chicoteado (...) Todos os dias se dizia que havia atrasos e falta de investimento (...) Passou a ser um serviço respeitado por todos. Já antes era devido, agora é mais do que nunca".

9h30 - De todas as vacinas dadas no mundo, 60% foram administradas em 3 países: Na China, que já utilizou perto de 421.9 milhões de doses; nos Estados Unidos, que administrou mais de 274.4 milhões de doses de vacinas, e na Índia, onde foram dadas cerca de 184.4 milhões de doses. 

9h15 - 900 mil utentes sem médico de família. A ministra da Saúde revelou esta quarta-feira no Parlamento que a situação dos portugueses sem médicos de família "agravou-se" de março para abril. Segundo os dados desse mês, 900 mil utentes em Portugal não tinham médico de família.

Marta Temido notou que em abril havia uma cobertura de utentes com médico de família de 91%, pelo que se conclui que a "situação agravou-se" face ao mês anterior. "Não são infelizmente 800 mil, esse número era reportado a março”, disse. "Continuam a verificar-se aposentações. Só este ano, no primeiro quadrimestre, aconteceram mais de 100 aposentações de médicos de família" e, "por outro lado, temos uma realidade que decorre da circunstância de termos mais 59 mil inscritos neste quadrimestre", justificou, garantindo que o Governo trabalha para inverter a tendência.

8h50 - Jenny McGee, uma enfermeira que cuidou de Boris  Johnson, quando o primeiro-ministro contraiu o novo coronavírus, demitiu-se em protesto contra o governo britânico. A profissional de saúde afirmou que dava "um passo atrás" do NHS, depois do seu ano "mais difícil" no trabalho, mas espera um dia voltar.

8h45 - A Ordem dos Enfermeiros informou que lançou um inquérito para identificar todos os profissionais que tiveram Covid-19 e recuperaram da doença para serem incluídos no processo de vacinação contra o novo vírus. 

8h34 - Variante indiana preocupa. O primeiro-ministro britânico está a ser avisado por cientistas de que um aumento da vacinação contra a Covid-19 pode não ser suficiente para impedir a disseminação da variante indiana. Segundo a Sky News, os especialistas consideram que o Reino Unido não devia ter relaxado as regras esta semana. Os primeiros alarmes no Reino Unido da variante inicialmente descoberta na Índia soaram há quatro semanas.

Boris Johnson afirmou esta terça-feira que o Reino Unido se mantém vigilante em relação à variante indiana do vírus, acrescentando que "nos próximos dias" saber-se-á se esta irá comprometer o plano de desconfinamento, cuja próxima etapa estava agendada para o dia 21 de junho. 

8h25 -  Medicamento experimental diminui 99% da carga viral. Um novo fármaco intravenoso conseguiu atacar o genoma do coronavírus SARS-CoV-2, por trás da doença da Covid-19, impedindo assim a sua replicação no órgão respiratório de camundongos.

8h10 - Médicos na Índia detetam possível novo sintoma da Covid-19? Os sintomas mais comuns da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, incluem tosse, perda de paladar e de olfato (fenómeno conhecido por anosmia) e temperatura elevada. Fadiga, dor de cabeça e diarreia  também podem ser causadas pelo vírus.  Agora, médicos em Bengaluru, no estado de Karnataka na Índia, afirmam que a secura extrema da boca pode ser um sinal precoce de infeção, reporta um artigo publicado no jornal The Sun.

8h00 - Austrália. O primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, disse esta terça-feira que ainda não era seguro permitir que os cidadãos totalmente vacinados contra Covid-19 viajem para o exterior. O país planeia reabrir as fronteiras com o resto do mundo a partir de meados de 2022. 

7h40 - Época balnear com regras. Entram hoje em vigor as regras para o acesso às praias e zonas balneares neste verão, estabelecidas pelo Governo no contexto de pandemia. Este ano, ao contrário do ano passado, o incumprimento das regras prevê multas que vão de 50 a 100 euros, para pessoas singulares, e de 500 a 1.000 euros, no caso de pessoas coletivas.

7h30- A Alemanha registou, nas últimas 24 horas, mais 284 mortos e 11.040 novos casos de Covid-19. Em termos acumulados, o país soma agora 86.665 vítimas mortais da doença e 3.614.095 infetados, desde que a pandemia teve início.

7h25 - O México registou 257 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, elevando o total de óbitos para 220.746, informaram as autoridades. O México é o quarto país do mundo com mais mortes causadas pela covid-19, depois dos Estados Unidos, Brasil e Índia, e o 15.º em número de casos, com mais de 2,38 milhões de infetados, de acordo com a contagem independente da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos.

7h20 - A Índia ultrapassou pela primeira vez as 4.500 mortes por covid-19 num só dia, com 4.529 óbitos registados nas últimas 24 horas, além de 267.334 novos casos, segundo dados do Ministério da Saúde indiano.

7h10 - "Temos de correr um risco". A elevada taxa de vacinação no Reino Unido e a obrigatoriedade de um teste negativo à covid-19 à chegada permite a Portugal assumir o "risco controlado" de receber cidadãos britânicos, afirmaram hoje especialistas da área da saúde.

7h00 - Bom dia! Iniciamos um novo acompanhamento ao minuto do desenrolar dos acontecimentos relacionados com a pandemia da Covid-19, numa altura em que Portugal se encontra a cumprir a quarta fase de desconfinamento, tendo inclusive aberto portas aos turistas, desde segunda-feira.

Recorde aqui os acontecimentos que marcaram o dia de ontem.

Leia Também: AO MINUTO: EUA com nível mais baixo de óbitos desde março do ano passado

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório