Meteorologia

  • 23 JUNHO 2021
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 27º

Edição

Ministro iraniano cancela visita a Viena devido a polémica com bandeira

O ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros, Mohammad Javad Zarif, cancelou hoje um encontro com o seu homólogo austríaco, depois de a chancelaria e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Áustria terem hasteado bandeiras israelitas, segundo a Associated Press (AP).

Ministro iraniano cancela visita a Viena devido a polémica com bandeira

De acordo com o diário austríaco Die Presse, o ministro iraniano deveria encontrar-se hoje de manhã em Viena com o seu homólogo austríaco, Alexander Schallenberg, mas cancelou a viagem devido à decisão dos líderes austríacos de hastearem a bandeira israelita na sexta-feira, em solidariedade com o país nos atuais conflitos com o Hamas.

A agência de notícias Austria, citada pela AP, refere que a porta-voz do ministro austríaco dos Negócios Estrangeiros, Claudia Türtscher, confirmou os factos.

"Arrependemo-nos disto", confirmou a porta-voz.

Viena tem recebido as negociações nas últimas semanas que visam trazer de volta os Estados Unidos ao acordo nuclear de 2015, que tem o objetivo de aligeirar as preocupações acerca das ambições nucleares do Irão.

A França, a Alemanha, o Reino Unido, a Rússia e a China ainda são partes desse acordo.

O adjunto do ministro iraniano dos Negócios Estrangeiros, Abbas Araghchi, publicou uma mensagem na sexta-feira dizendo que a Áustria "até agora tem sido um grande anfitrião das negociações".

No entanto, o responsável iraniano acrescentou que foi "chocante e doloroso ver a bandeira do regime ocupante que brutalmente matou dezenas de civis inocentes, incluido muitas crianças em poucos dias, em edifícios governamentais em Viena".

Leia Também: Médio Oriente: Áustria iça bandeira israelita em solidariedade

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório