Meteorologia

  • 26 JANEIRO 2022
Tempo
13º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

AO MINUTO: Nova estirpe mais contagiosa no Brasil. Corvo faz história

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo.

AO MINUTO: Nova estirpe mais contagiosa no Brasil. Corvo faz história

Depois de vários meses de confinamento, eis que foi finalmente conhecido o plano para regressar, progressivamente, à normalidade. O primeiro-ministro António Costa anunciou ao início da noite de ontem, quinta-feira, o plano de desconfinamento do país, que se fará a "conta-gotas". Entre as reaberturas iniciais estão, a partir de segunda-feira, as creches, o ensino pré-escolar e o 1.º ciclo, bem como os cabeleireiros, manicures, livrarias e vendas ao postigo. Os portugueses poderão ainda voltar a sair do país

O plano deverá decorrer, se tudo correr pelo melhor, até dia ao próximo dia 3 de maio e pode recordá-lo aqui. E os partidos, o que têm a dizer? Fique a saber através deste link.

Segundo os dados mais recentes, emitidos pela DGS, Portugal registou mais 15 mortes e 577 novos casos. Desde o dia 20 de outubro que não tínhamos um número de mortos diário tão baixo, dia em que também se verificaram 15.

Pode consultar, também, nestes mapas interativos a evolução da pandemia de coronavírus em Portugal e no mundo

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a Covid-19 em Portugal e no Mundo:

00h00 - Suspendemos aqui o registo deste sexta-feira, mas o acompanhamento será retomado na manhã de sábado. Já sabe, consulte a informação no site da DGS e acompanhe sempre as comunicações das autoridades competentes. Caso tenha sintomas:

SNS24 de Portugal Continental: 808 24 24 24

SNS24 da Madeira: 800 24 24 20

SNS24 dos Açores: 808 24 60 24

23h57 - A AHRESP considerou hoje que as novas regras devem ser claras e que os apoios devem chegar rapidamente às empresas, tendo em conta que as restrições ao funcionamento dos setores da restauração e turismo devido à pandemia vão continuar. "Anunciado o plano de desconfinamento e apesar de se aguardar ainda pela sua regulamentação, a AHRESP considera que é, mais do que nunca, urgente que os apoios cheguem rapidamente às empresas, de forma ampla e imediata", refere a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, no boletim diário

23h32 - O passeio marítimo de Oeiras e os espaços públicos ao ar livre, como o Parque Urbano do Complexo Desportivo do Jamor e jardins, reabrem a partir das 07h00 de sábado, anunciou hoje a autarquia. Em comunicado divulgado ao início da noite de hoje, a Câmara Municipal de Oeiras (Lisboa) refere que o presidente, Isaltino Morais, autorizou, em despacho, a reabertura do "passeio marítimo, Parque Urbano do Complexo Desportivo do Jamor, parques e jardins, espaços verdes, espaços verdes de lazer e similares".

22h27 - A Madeira registou 48 novos casos de infeção por SARS-CoV-2 nas últimas 24 horas e mais 38 doentes recuperados, estando notificadas 708 situações ativas e 40 pessoas hospitalizadas, informou hoje a Direção Regional de Saúde. Dos 48 novos casos, 44 são de transmissão local e apenas quatro importados, sendo dois de França e outros dois da região de Lisboa e Vale do Tejo.

21h51 - Brasil notificou, esta sexta-feira, mais 2.216 óbitos associados à Covid-19, sendo este o terceiro dia consecutivo em que o país notifica mais de 2 mil mortes associadas à doença causada pelo vírus SARS-CoV-2. No mesmo período, foram contabilizados mais 85.663 novos casos de infeção, ultrapassando a barreira das 85 mil infeções diárias. Neste momento, contam-se 275.105 mortes e mais de 11,3 milhões de infeções acumuladas.

21h22 - Identificada no Brasil nova estirpe do coronavírus mais contagiosa. Investigadores brasileiros identificaram uma nova mutação do coronavírus SARS-CoV-2 que circula em diferentes regiões do país há semanas e que, assim como a estirpe P.1 detetada no Amazonas, também é mais contagiosa. Anova estirpe foi identificada após investigadores de cinco diferentes centros científicos e universitários do país terem realizado a sequência genética de 195 amostras do vírus recolhidas em 39 municípios do Brasil.

21h17 - O governo suíço anunciou hoje que planeia reduzir em poucos dias as múltiplas restrições impostas para impedir a propagação da doença Covid-19, mas alertou que isso vai depender da curva de contágio. As autoridades consideram que a situação de saúde no país continua "frágil", pelo que a flexibilidade das medidas será feita de forma gradual e a sua continuidade dependerá do comportamento dos cidadãos para evitar o contágio, assim como da evolução da vacinação e dos testes que forem realizados.

20h31 - A mais pequena ilha dos Açores, o Corvo, é o primeiro território em Portugal, mas também a primeira localidade em toda a Europa, a alcançar a tão desejada imunidade de grupo contra o novo coronavírus, depois de ter administrado as duas doses da vacina a mais de 85% de toda a sua população. O Governo Regional dos Açores decidiu incluir toda a população da ilha do Corvo com mais de 16 anos na primeira fase do plano de vacinação contra a Covid-19, devido às especificidades da ilha, que tem perto de 400 habitantes e um centro de saúde com apenas um médico e dois enfermeiros.

20h03 - O presidente arménio, Armen Sarkisian, foi hoje hospitalizado após sofrer complicações associadas à doença Covid-19, que contraiu em janeiro passado. Sarkisian, diagnosticado com Covid-19 no início de janeiro durante um período de férias no Reino Unido, esteve internado várias semanas num hospital de Londres com uma dupla pneumonia e febre alta, regressando à Arménia em 13 de fevereiro passado.

19h55 -  O primeiro-ministro francês, Jean Castex, disse hoje que a situação resultante da doença Covid-19 está "extremamente tensa" devido ao aumento dos números de novos contágios e de óbitos, designadamente na região da capital, Paris. França atingiu hoje 90.146 mortos devido à Covid-19 e o país já registou 4.015.560 casos positivos de Covid-19 desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, foram registados 228 óbitos e 25.229 casos.  

19h13 - A maior parte de Itália, que enfrenta a terceira vaga da pandemia de Covid-19, vai ser novamente confinada a partir de segunda-feira, afirmou hoje o Ministério da Saúde. As regiões mais populosas da península vão ser classificadas como zonas "vermelhas", de alto risco, resultando no encerramento de escolas, bares e restaurantes. As viagens serão limitadas às necessidades de trabalho, aquisição de bens essenciais e emergências de saúde. 

18h42 - Dia após dia, cresce o número de pessoas vacinadas contra a Covid-19 no país. De acordo com o balanço desta sexta-feira, foram administradas em Portugal 1.113.885 vacinas contra o novo coronavírus (um aumento de 35.122 inoculações em relação aos dados de quinta-feira). Do total de vacinas administradas, quase 800 mil dizem respeito a primeiras doses (793.162) e 320.723 a segundas doses. 

18h21 - O presidente da Câmara de Viseu mantém-se nos Cuidados Intensivos do Hospital de S. Teotónio e não houve uma evolução favorável do seu quadro clínico, porque "os níveis de oxigenação não estabilizaram", disse hoje fonte da autarquia. Na quarta-feira, Almeida Henriques foi transferido para a Unidade de Cuidados Intensivos, devido ao agravamento da insuficiência respiratória provocada pela Covid-19, que levou à necessidade de entubação e ventilação mecânica.  

17h58 - A Alemanha retirou hoje Portugal da sua lista de “países com elevada incidência de mutações do coronavírus”, com efeitos a partir do próximo domingo. A decisão põe fim à “proibição de transporte” que impedia o transporte de pessoas a partir do nosso país.

O MAI tinha defendido hoje não existir "qualquer justificação" para as restrições que a Alemanha impunha aos passageiros provenientes de Portugal devido à pandemia de Covid-19 e disse esperar que fossem "ultrapassadas".
  

17h47 - A Câmara de Leiria anunciou hoje a distribuição de 30 mil máscaras reutilizáveis nas escolas do concelho, na sequência do regresso às aulas presenciais, no âmbito do plano de desconfinamento decorrente da pandemia de Covid-19. A autarquia adianta que hoje já será efetuada a entrega de cerca de 5.000 máscaras a todos os alunos do 1.º ao 4.º ano de escolaridade do ensino público e privado do concelho.  

17h44 - O presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública defendeu hoje que o plano de desconfinamento devia ter "deixado de fora" as datas em que os setores vão abrir e indexar essa progressão à evolução da pandemia. O Governo anunciou na quinta-feira as medidas de desconfinamento que vão vigorar entre 15 de março e 03 de maio, um processo gradual e que será sujeito a apreciação quinzenal em função da avaliação do risco da pandemia de Covid-19.  

17h40 - A Organização Mundial de Saúde (OMS) adicionou hoje a vacina contra a Covid-19 da Janssen (Johnson & Johnson) à lista de instrumentos de emergência "seguros e eficazes" contra a doença. Esta autorização da OMS chega no dia seguinte à aprovação da vacina da farmacêutica Janssen, subsidiária europeia do grupo norte-americano Johnson & Johnson, pela Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês), que também a considerou "segura e eficaz".

17h34 - Espanha registou hoje 5.348 novos casos e mais 173 mortes por Covid-19, elevando para 3.183.704 o total de infetados e passando o total de óbitos para 72.258 até agora. O nível de incidência acumulada (contágios) em Espanha continua a descer, passando de quinta para sexta-feira de 132 para 131 casos diagnosticados por 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores.

17h27 - Itália notificou esta sexta-feira o registo de mais 380 óbitos e 26.824 novos casos de infeção por novo coronavírus referentes às últimas 24 horas. O país contabiliza mais de 3,1 milhões de casos positivos confirmados desde o início da pandemia no país (3.175.807). O número total de mortes é agora de 101.564.

16h55 - O Reino Unido registou mais 175 mortes associadas à Covid-19 e 6.609 novos casos de contágio. No total o país já notificou 125.343 óbitos e mais de 4,2 milhões de infetados.

16h29 - O presidente do Chega classificou hoje o plano governamental de desconfinamento das restrições para combater a Covid-19 como demasiado faseado e gerador de "insegurança" e "intranquilidade" e sugeriu existir dessintonia entre primeiro-ministro e Presidente da República. O presidente do partido da extrema-direita parlamentar fez estas declarações num vídeo gravado nos Açores, onde se encontra para organizar com dirigentes locais as eleições autárquicas de setembro/outubro.  

16h18 - O surto de Covid-19 no lar de São Martinho das Amoreiras, em Odemira, no distrito de Beja, que causou a morte de três utentes, já "está ultrapassado", disse hoje à agência Lusa o presidente da instituição. O surto na estrutura residencial para pessoas idosas (ERPI) desta instituição alentejana foi detetado a 28 de janeiro e afetou 25 dos 26 utentes do lar.

16h12 - O presidente da Associação Nacional dos Médicos de Saúde Pública, Ricardo Mexia, considerou hoje que a venda de autotestes à Covid-19 nas farmácias pode massificar o acesso à testagem, mas não devem substituir os outros testes como o PCR. "Imagino que vá haver diversas opções no mercado e que possam ter diferentes sensibilidades, mas genericamente eu penso que estes testes têm uma fiabilidade importante porque de outra forma também não acederiam ao mercado e podem ser um complemento", sublinhou.  

16h01 - Esta tarde, o líder o PSD comentou o plano de desconfinamento apresentado por António Costa, referindo concordar na generalidade com o que foi anunciado, mas deixando um reparo sobre as escolas. "Atrasaria por 15 dias o 1.º ciclo, se os indicadores daqui por 15 dias o permitirem", começou por dizer Rui Rio, explicando que "o valor do Rt (...) está a decrescer mas tem-se degradado, tem-se aproximado do 1. E portanto, é preciso perceber bem porque é que em confinamento o Rt se tem vindo a degradar, devia ter melhorado".

"Agora que vamos desconfinar corremos o risco de o Rt se degradar ainda mais, chegarmos a 1 e voltar tudo ao princípio. Mas a verdade é que o país não pode estar neste impasse permanente, é preciso ter alguma ousadia e foi isso que agora foi feito. De resto, a definição agora como está corresponde, finalmente, à forma como nós de há um tempo para cá temos vindo a dizer", rematou.

15h42 - A associação PRO.VAR lamentou hoje que o Governo não tenha ido mais longe no desconfinamento, considerando que o plano é "aos soluços" e não "interessa aos restaurantes", de acordo com um comunicado hoje divulgado. De acordo com a PRO.VAR o "grande risco deste desconfinamento é que o patamar que permite trabalhar em forma plena é atribuído a um nível considerado muito exigente e facilmente alcançável, colocando o setor da restauração em permanente sobressalto, pois iremos assistir a um 'abre e fecha' de 15 em 15 dias", lê-se na mesma nota.  

15h38 - A especialista Raquel Duarte, que participou na proposta para desconfinamento apresentada ao Governo, considera o plano realista e cauteloso, mas sublinha que é essencial a adesão da população às medidas restritivas para evitar um agravar da situação epidemiológica. "É um plano realista e um plano faseado, cauteloso, que nos permite ir dando pequenos passos, testando o terreno e garantindo que não há agravamento da situação (...). Mas isto só é possível com a adesão da população às medidas", afirmou, a propósito do plano apresentado na quinta-feira pelo primeiro-ministro.  

15h35 - Alergias graves deverão ser acrescentadas à lista dos possíveis efeitos secundários da vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca, após a identificação de prováveis ligações a estas reações no Reino Unido, alertou hoje a Agência Europeia do Medicamento (EMA, na sigla em inglês). Na quinta-feira, o regulador europeu indicou estar a investigar um problema relacionado com distúrbios hemorrágicos alegadamente associados à vacina, que levou a Dinamarca, seguida de outros países europeus, a suspender o uso da vacina, mas a EMA esclareceu que continua a ser segura a sua utilização.  

15h27 - O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, afirmou hoje que o Governo está "a trabalhar afincadamente" para estender a maturidade das moratórias bancárias dos setores e empresas cuja retoma de atividade será mais lenta. Desde abril do ano passado que milhares de clientes não estão a pagar os créditos aos bancos, fazendo uso do decreto-lei do Governo que permite moratórias nos empréstimos, criadas como uma ajuda a famílias e empresas penalizadas pela crise económica desencadeada pela pandemia de Covid-19.  

15h17 - A Associação Nacional de Gerontologia Social (ANGES) criticou hoje o plano de desconfinamento na pandemia de Covid-19 por esquecer a reabertura dos centros de dia, alertando para o impacto desta situação nos idosos. "Há mais de um ano que as pessoas saíram destas instituições, que encerraram e não voltaram a abrir", lamentou à agência Lusa o presidente da ANGES, Ricardo Pocinho.  

15h14 - O índice médio de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 está nos 0,80, com todas as regiões do país abaixo de 1, o que indicia um "claro decréscimo da incidência" do número de infeções. Segundo o relatório do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA) hoje divulgado sobre a curva epidémica da infeção pelo novo coronavírus, Portugal apresenta uma taxa de notificação acumulada de 14 dias entre os 60 e os 119,9 casos por 100 mil habitantes.  

15h13 - Recorde que Portugal registou mais 15 mortes e 577 novos casos. Desde o dia 20 de outubro que não tínhamos um número de mortos tão baixo, dia em que também se verificaram 15. No total, e desde o início da pandemia, o nosso país já contabilizou um total de 16.650 óbitos e 813.152 infeções. Uma nota para o número de casos ativos que agora se cifra nos 46.732, menos 5.012 em relação a ontem. 

15h00 - Boa tarde, iniciamos um novo registo de acompanhamento da pandemia. Pode recordar o anterior aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Desde 20 de outubro que não havia tão poucos óbitos

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório