Meteorologia

  • 21 JUNHO 2021
Tempo
20º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Adiada próxima ronda de negociações entre o Líbano e Israel

A próxima ronda de negociações entre o Líbano e Israel sobre a demarcação da sua fronteira marítima, prevista para esta semana, foi adiada, indicou hoje uma fonte militar libanesa à agência France-Presse.

Adiada próxima ronda de negociações entre o Líbano e Israel
Notícias ao Minuto

11:17 - 30/11/20 por Lusa

Mundo Conflito

"Fomos oficialmente informados do adiamento da sessão de negociações indiretas", disse, sem referir qualquer nova data.

A quarta ronda de negociações entre os dois vizinhos, oficialmente em guerra, estava prevista para 02 de dezembro. O seu adiamento foi pedido pelos mediadores norte-americanos, segundo a fonte militar.

No entanto, mantém-se para quarta-feira a visita do diplomata norte-americano que desempenha o papel de mediador e que se encontrará com a delegação libanesa "para tentar encontrar terreno comum", precisou a mesma fonte.

A 20 de novembro, Israel acusou o Líbano de ter mudado de posição várias vezes sobre a demarcação da fronteira marítima, advertindo que tal poderia levar a um impasse e assim travar a prospeção 'offshore' de hidrocarbonetos na região.

Os dois países começaram no início de outubro negociações, com mediação da ONU e dos Estados Unidos, sobre uma zona marítima contestada de 860 quilómetros quadrados, segundo um mapa registado junto das Nações Unidas em 2011, mas que o Líbano considera agora errado.

De acordo com o analista libanês Laury Hayatan, o Líbano pediu uma área adicional de 1.430 km2 mais a sul, que se estende para uma parte do campo de gás Karish, que Israel entregou à empresa grega Energean.

As negociações são particularmente importantes para o Líbano, que se encontra em colapso económico e quer eliminar os obstáculos à prospeção dos hidrocarbonetos no Mediterrâneo.

Em 2018, o Líbano assinou o seu primeiro contrato de exploração com um consórcio internacional formado pelos grupos francês Total, italiano ENI e russo Novatek.

O problema é que uma parte de um dos dois blocos em causa entra na zona disputada com Israel.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório