Meteorologia

  • 04 MARçO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

México anuncia nova estratégia para "defesa energética" da tequila

O Governo mexicano anunciou hoje uma nova estratégia para uma "defesa energética" da tequila na Europa, uma região para a qual exporta mais de 20 milhões de litros por ano.

México anuncia nova estratégia para "defesa energética" da tequila
Notícias ao Minuto

06:38 - 25/11/20 por Lusa

Mundo tequila

O Instituto Mexicano da Propriedade Industrial (IMPI) e o Conselho Regulador da Tequila (CRT) reuniram-se para determinar "ações enérgicas" para proteger a denominação de origem que a UE deu à bebida mexicana em 2019.

O anúncio surge no meio de uma disputa legal na Comissão Europeia entre a cervejeira Heineken e o CRT pela utilização da denominação de origem da tequila numa cerveja.

O setor da tequila no México acusa a multinacional de não cumprir os regulamentos com a venda da marca Desperados, uma cerveja com "aroma de tequila" vendida em 70 países.

Sem mencionar diretamente a controvérsia, o Ministério da Economia mexicano lembrou que a denominação de origem da tequila é reconhecida em 55 países, incluindo os da UE.

"O director-geral do IMPI, Juan Lozano Tovar, sublinhou que as denominações de origem e indicações geográficas são património do México e que é com esse caráter que elas devem ser protegidas", apontou o Governo mexicano.

A bebida mexicana só pode ser produzida em Tequila, no estado de Jalisco, na zona ocidental do México, com uma cadeia de produção suporta mais de 70 mil famílias mexicanas e gera mais de 300 milhões de dólares (cerca de 252 milhões de euros) em impostos para o país.

Apesar da pandemia da covid-19, a produção de tequila no México foi de 128 milhões de litros no primeiro semestre do ano, mais 4% do que no mesmo período em 2019, com um aumento de 3,6% nas exportações, de acordo com o conselho de produtores de agave-azul, principal ingrediente no fabrico de tequila, de Jalisco.

O Presidente do México, Andrés Manuel Lopez Obrador, conseguiu o reconhecimento da bebida na UE, no Brasil, em Singapura, em Hong Kong e na Nova Zelândia, reconheceu o diretor do CRT, Ramon Gonzalez, na reunião com o IMPI.

Leia Também: Covid-19: México regista 813 mortos nas últimas 24 horas

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório