Meteorologia

  • 12 JULHO 2020
Tempo
28º
MIN 18º MÁX 31º

Edição

A lição que o Reino Unido aprendeu com a Covid-19 e o que se segue

O coronavírus "é como um tubarão que circula na água", comparou o primeiro-ministro britânico, durante uma conferência de imprensa, esta terça-feira.

A lição que o Reino Unido aprendeu com a Covid-19 e o que se segue
Notícias ao Minuto

12:30 - 30/06/20 por Silvia Abreu 

Mundo Pandemia

Na semana em que o Reino Unido se prepara para divulgar a lista de países com quem abrirá 'corredores aéreos' - decisão que estava agendada para ontem mas foi adiada -, Boris Johnson deu uma conferência de imprensa sobre os planos do governo britânico para recuperar da crise provocada pela pandemia

Reconhecendo que "pode parecer prematuro fazer um discurso sobre a Grã-Bretanha após a pandemia de Covid-19, numa altura em que a doença continua a galopar em muitos países, incluindo no próprio (devido ao surto em Leicester)", Johnson salienta que o país "não pode continuar prisioneiro desta crise". 

O líder britânico diz estar "cautelosamente" a preparar a saída da 'hibernação', algo que acredita ser vital para que seja possível começar a fazer planos a "curto, médio e longo prazo".

Apresentado um conjunto de medidas para a recuperação económica, fica a lição que jamais será esquecida. "Se há lição que a crise do novo coronavírus nos ensinou, é que o país precisa de estar preparado para o que aí vem e ser capaz de agir com uma energia e velocidade que há gerações não eram necessárias", disse, citado pela Sky News.

Sublinhando que a recuperação não será feita com um regresso à "austeridade", o líder britânico diz que o seu governo está a finalizar um plano de assistência social que visa resolver "os problemas do setor". O combate à injustiça e desigualdade está também nos planos.

Numa altura em que a luta pela igualdade é crescente, o primeiro-ministro britânico salienta que "acredita em dar a todos os que crescem no país as oportunidades que necessitam". "Sejas tu quem fores, seja qual for a tua etnia ou passado", acrescenta.

Os perigos do novo coronavírus "não desapareceram, são como um tubarão que circula na água", comparou Johnson, apontando que, apesar disso, "é hora de [o país] ser ambicioso".

Recorde aqui a conferência de imprensa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório