Meteorologia

  • 05 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Governo espanhol assegura que o país conseguiu abrandar a epidemia

O ministro da Saúde espanhol, Salvador Illa, salientou hoje que a epidemia de covid-19 em Espanha passou da fase de estabilização para a fase de mitigação, concluindo que foi cumprido o objetivo que tinha estabelecido para esta "semana dura".

Governo espanhol assegura que o país conseguiu abrandar a epidemia
Notícias ao Minuto

18:54 - 03/04/20 por Lusa

Mundo Covid-19

O responsável pela Saúde explicou, em conferência de imprensa, que esta semana a taxa de crescimento diária dos novos casos do novo coronavírus situou-se abaixo dos 10%, quando no início da crise se situava nos 20%.

O ministro realçou que hoje houve 7.472 novos casos de covid-19, tendo-se alcançado um total de 117.710 pessoas infetadas, um aumento de 6,77%, enquanto a taxa de quinta-feira foi de 7,93%, e na quarta-feira tinha atingido 8,17%, quase três pontos abaixo de segunda-feira (10,8%).

"O objetivo que nos tínhamos fixado nesta dura semana de abrandamento dos números foi cumprido. Pensamos que está ao nosso alcance e que podemos assumir que foi cumprido", sublinhou o ministro, que também quis salientar o número de pessoas curadas, que ascende a 30.513.

A Espanha é um dos países mais afetados pelo novo coronavírus, tendo decretado o "estado de emergência" em 14 de março último e tomado medidas muito rígidas de movimentação da população, que agora está toda confinada em casa, salvo os que asseguram os serviços essenciais.

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, poderá anunciar este sábado, depois de uma conversa que vai ter por videoconferência com cada um dos líderes dos principais partidos presentes no parlamento, se vai prolongar este período excecional para além de 11 de abril e se altera as medidas muito duras de confinamento em vigor.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 55 mil.

O continente europeu, com cerca de 574 mil infetados e mais de 40 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, 14.681 óbitos em 119.827 casos confirmados até hoje.

A Espanha é o segundo país com maior número de mortes, registando 10.935, entre 117.710 casos de infeção confirmados até hoje, enquanto os Estados Unidos, com 6.058 mortos, são o que contabiliza mais infetados (245.573). Na quinta-feira registaram o número mais elevado de óbitos num só dia num país (1.169).

Além de Itália, Espanha, Estados Unidos e China, os países mais afetados são França, com 5.387 mortos (59.105 casos), Reino Unido, com 3.605 mortos (38.168 casos), Irão, com 3.294 mortos (53.183 casos), e Alemanha, com 1.017 mortes (79.696 casos).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório