Meteorologia

  • 13 NOVEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Modi saúda abertura de corredor que permite peregrinação de sikhs

Centenas de indianos sikhs cruzaram hoje a fronteira indo-paquistanesa para visitar um dos lugares mais sagrados da sua religião, localizada no Paquistão, usando um corredor aberto especialmente para este propósito, gesto saudado pelo primeiro-ministro indiano, Narendra Modi.

Modi saúda abertura de corredor que permite peregrinação de sikhs
Notícias ao Minuto

12:41 - 09/11/19 por Lusa

Mundo Índia

Visto como um símbolo de cooperação entre os dois países, este corredor permitirá que milhares de peregrinos sikh entrem sem visto no Paquistão e participem nas comemorações de 550.º aniversário do fundador da religião, Guru Nanak, ao longo dos próximos dias.

A construção deste corredor foi saudada polo primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, durante um discurso na cidade fronteiriça de Dera Baba Nanak.

"Gostaria de agradecer ao primeiro-ministro do Paquistão, Imran Khan, pelo respeito demonstrado pelos sentimentos da Índia e agradeço-lhe a sua cooperação", afirmou Modi, sublinhando que a abertura do corredor Kartarpur Sahib antes do 550.º aniversário de Guru Nanak encheu "os corações de alegria".

Horas antes da abertura do portão fronteiriço, centenas de pessoas, incluindo homens envergando turbantes coloridos, começaram a reunir-se no local, de ambos os lados da fronteira.

"Sou um dos sortudos que faz parte do primeiro grupo" referiu à agência France-Presse o professor Hardev Singh Virk, enquanto aguardava a entrada do lado da fronteira indiana, acrescentando que este momento deve ser encardo como "o começo do diálogo entre a Índia e o Paquistão".

Outro peregrino, de 64 anos, referiu, por seu lado, esperar que "as relações [entre os dois países] melhorem "e que esta é "uma boa iniciativa".

O mausoléu de Guru Nanak está localizado na pequena cidade paquistanesa de Kartarpur, na província de Punjab, a apenas quatro quilómetros a fronteira com a Índia.

Kartarpur é um dos lugares mais sagrados do mundo para os fiéis sikh, cujo número é estimado em cerca de 30 milhões no mundo, incluindo vários milhões na Índia e cerca de 20.000 no Paquistão.

Até agora, o local era pouco acessível aos sikhs indianos, sujeito como a maioria de seus compatriotas, a restrições de visto por causa das tensões geopolíticas entre os dois países desde a independência da coroa britânica em 1947.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório