Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2019
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 22º

Edição

Moscovo não tem "qualquer expectativa" após demissão de John Bolton

Moscovo afirmou hoje não ter "qualquer expectativa" de mudanças na política externa norte-americana após o Presidente Donald Trump anunciar na terça-feira a demissão do conselheiro de Segurança Nacional John Bolton.

Moscovo não tem "qualquer expectativa" após demissão de John Bolton

"Não achamos que a presença ou a demissão de um funcionário, mesmo de alto nível, possa ter um sério impacto na política externa dos EUA [Estados Unidos da América]", argumentou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, aos jornalistas.

Anteriormente, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergei Ryabkov, disse à agência de notícias russa Ria-Novosti que a Rússia não tinha "qualquer expectativa" de mudanças, após a demissão de John Bolton.

"Observamos várias vezes no passado que permutações no Governo dos EUA não trazem nenhuma melhoria", salientou Sergei Ryabkov acrescentando julgar "sobre os atos e não por declarações ou intenções".

"Quando vemos progresso, então podemos dizer que algo mudou", sublinhou o vice-ministro russo.

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou na terça-feira a demissão de John Bolton, o seu conselheiro de Segurança Nacional, alegando fortes discordâncias "com muitas das suas sugestões".

Donald Trump comunicou a demissão de Bolton na sua conta pessoal da rede social Twitter, agradecendo-lhe os seus préstimos, mas reconhecendo a incapacidade para continuar a lidar com os desencontros de ideias.

"Discordo totalmente de muitas das suas sugestões", escreveu Trump, no Twitter, acrescentando que deverá nomear um novo assessor de Segurança Nacional na próxima semana.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório