Meteorologia

  • 22 AGOSTO 2019
Tempo
29º
MIN 23º MÁX 31º

Edição

Novamente polémico, Duterte disse que era gay antes de se "curar"

O presidente das Filipinas culpou a sua ex-mulher e afirmou que foi curado pela sua atual esposa.

Novamente polémico, Duterte disse que era gay antes de se "curar"

Durante uma visita a Tóquio na semana passada, Rodrigo Duterte discursou perante a comunidade nipónica e, como é seu hábito, voltou a ser controverso. Desta vez, Duterte disse que “costumava ser gay” antes de se “curar”.

Segundo a CNN, o líder filipino fez o desabafo depois de ter acusado um dos seus opositores políticos, o senador Antonio Trillanes IV, de ser homossexual. De seguida falou da sua experiência, afirmando que foi “um pouco gay” quando estava casado com a sua ex-mulher, Elizabeth Zimmerman.

O presidente das Filipinas sugeriu que foi “curado” pela sua atual esposa, Honeylet Avanceña. “Tornei-me um homem de novo! Portanto, as mulheres bonitas curaram-me. Eu passei a odiar homens bonitos depois. Agora prefiro mulheres bonitas”, realçou.

No passado, Duterte fez afirmações contraditórias relativamente à comunidade LGBT. Em 2016, frisou que era contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Mas nesse mesmo ano, referiu que os direitos da comunidade LGBT nas Filipinas seriam protegidos durante a sua presidência.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório