Meteorologia

  • 23 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

Brasil governado por loucos? "Pelo menos não é um bando de 'cachaceiros'"

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, afirmou hoje que o Brasil, pelo menos, não é governado por um bando de bêbedos, em resposta ao ex-chefe de Estado Lula da Silva, que declarara que o país era governado por um "bando de loucos".

Brasil governado por loucos? "Pelo menos não é um bando de 'cachaceiros'"

"Pelo menos, não é um bando de 'cachaceiros' (que abusam da cachaça)", afirmou Jair Bolsonaro ao ser confrontado pelos jornalistas com as declarações de Lula da Silva, que na sexta-feira deu a primeira entrevista a partir da prisão onde está detido pela prática de crimes de corrupção e branqueamento de capitais.

O Presidente e capitão na reserva do Exército brasileiro comentou ainda em tom irónico que o consumo de bebidas alcoólicas é proibido nas prisões brasileiras, numa referência à alegada atração que Lula tem pela cachaça (aguardente brasileira), uma insinuação que no passado terá levado Lula a ameaçar um jornalista estrangeiro de expulsão do país.

"Em primeiro lugar, entendo que Lula não deveria ter dado entrevistas. Foi um erro da justiça conceder esse direito. O presidiário tem que cumprir a sua pena", argumentou Bolsonaro sobre a decisão do Supremo Tribunal que autorizou os diários Folha de São Paulo e o jornal espanhol El País a entrevistar, na prisão de Curitiba, o antigo Presidente do Brasil.

Bolsonaro alegou ainda que na entrevista Lula disse "patetices" sobre o seu Governo e desafiou-o a comparar as duas administrações do país.

"Quem eram os membros da sua equipa? Grande parte dela tem problemas com a Justiça. Os seus ministros estão presos ou a responder a processos. Podemos comparar os nossos ministros com os deles seja em qualificação, profissionalismo, patriotismo ou em fazer as coisas corretamente", questionou Bolsonaro.

O Presidente brasileiro lembrou que o seu Governo leva 110 dias e sem qualquer acusação como aquela que Lula e os seus ministros sofreram no passado.

Segundo Bolsonaro, os 13 anos de gestão do Partido dos Trabalhadores (PT) de Lula apenas deixaram ao Brasil "desgraças" e "sofrimento", as quais são ainda hoje sentidas.

Acrescentou que o Brasil retrocedeu muito na era do PT e que a sua intenção é substituir a demagogia e o populismo dessa época por responsabilidade.

Na entrevista, Lula criticou o Governo de Bolsonaro, a falta de um partido sólido que o sustente e alegou que o Brasil e o seu povo não merecem ser governados por um "bando de loucos".

O ex-Presidente aproveitou também a sua primeira entrevista na prisão para insistir na sua inocência, manifestar que está de consciência tranquila e garantir que prefere continuar na prisão do que perder a sua dignidade.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório