Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

As sardas da discórdia na China. A 'culpa' é de uma marca de roupa

Anúncio da Zara gerou controvérsia e lançou a discussão em torno de sardas, que são raras entre os chineses. Nas redes sociais há quem sugira que a campanha passa a ideia de que os chineses são "feios".

As sardas da discórdia na China. A 'culpa' é de uma marca de roupa

Na sexta-feira passada a Zara lançou uma nova campanha de cosméticos no mercado chinês que está no centro de uma polémica nas redes sociais daquele país. De acordo com a BBC, a campanha é protagonizada pela modelo chinesa Li Jingwen e chamou a atenção devido às suas sardas.

Como o jornal Global Times refere, as sardas tornaram a sua aparência “icónica”, no entanto são uma característica rara entre a população chinesa.

Na China e noutros países do este da Ásia ter uma pele imaculada é considerado a norma de beleza há várias décadas.

Algumas pessoas criticaram a campanha da Zara, afirmando no popular microblogue Sina Weibo que as sardas da modelo tornam os chineses “feios”. Outros colocam mesmo em causa se a Zara tentou “insultar” ou “difamar os chineses”.

No entanto, outras pessoas saíram em defesa de Li Jingwen e pediram para que a beleza natural fosse aceite.

Já a modelo, que nos últimos anos foi a face de marcas como a H&M e a Calvin Klein, não comentou a controvérsia em torno da campanha da Zara. Mas numa entrevista à Vogue, em outubro de 2016, disse que quando era pequena “detestava” as suas sardas porque “normalmente os asiáticos bonitos não as têm”. Algo que mudou: “Agora está tudo bem. Eu gosto delas e isso chega”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório