Meteorologia

  • 17 DEZEMBRO 2018
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Polícia mata quatro mulheres. Foi detido e considerado um serial killer

Homem foi detido depois de uma das suas vítimas ter conseguido fugir.

Polícia mata quatro mulheres. Foi detido e considerado um serial killer
Notícias ao Minuto

20:38 - 17/09/18 por Andrea Pinto 

Mundo EUA

As autoridades do Texas prenderam, este domingo, um oficial de Fronteiras a quem acusam de ser serial killer.

Juan David Ortiz, de 32 anos, confessou ter matado quatro mulheres desde o dia 3 de setembro. O homem trabalha há dez anos na Proteção de Alfândegas e Fronteiras, fazendo parte da força de segurança norte-americana responsável por controlar quem entra e sai do país.

O seu primeiro crime foi cometido no dia 3 de setembro, quando arrastou Melissa Ramirez para uma cidade junto ao Texas e a alvejou por diversas vezes na cabeça. O segundo homicídio aconteceu a 12 de setembro. Mais uma vez, Juan alvejou, na berma de uma estrada, por várias vezes na cabeça, Claudine Ann Luera. Nos dois casos, deixou os corpos abandonados no local do crime. 

Todas as mulheres mortas eram prostitutas, refere o The Vice, e acredita-se que o homem agiu sozinho e quando já não estaria de serviço.

Acabou por ser apanhado depois de a 14 de setembro, Erika Pena ter conseguido fugir do carro do agente, numa estação de serviço, e ter pedido ajuda. O homem foi encontrado no parque de estacionamento de um hotel, onde acabou por confessar que tinha matado mais duas mulheres.

Juan está agora acusado de quatro crimes de homicídio, um de agressão com recurso a uma arma e ainda de restrição ilegal. Está detido e só será libertado mediante o pagamento de uma caução de 2,5 milhões de dólares.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório