Meteorologia

  • 26 MAIO 2024
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 23º

Homem que despenhou avião roubado sonhava pertencer às Forças Armadas

Antes de morrer, Richard Russel disse às autoridades que tinha uns “parafusos a menos”.

Homem que despenhou avião roubado sonhava pertencer às Forças Armadas
Notícias ao Minuto

23:20 - 11/08/18 por Natacha Nunes Costa

Mundo Horizon Air

Foi divulgada a primeira foto do funcionário da empresa Horizon Air que na sexta-feira à noite roubou um Bombardier Q400, do Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma, acabando por se despenhar, e morrer, no estreito de Puget, perto de Seattle, nos EUA.

Ao início do dia deste sábado, dia 11, só se sabia que o homem trabalhava no serviço terrestre da Horizon Air e que tinha 29 anos. Sabe-se agora que se chama Richard Russel, nasceu em Key West, na Flórida, e que se mudou aos sete anos para Wasilla, no Alasca.

Em 2010, em Oregon, conheceu a mulher que viria a ser sua esposa e que descreveu no seu blog como "incrível Hannah”. Um ano depois os dois casaram-se e abriram uma padaria juntos.

No entanto, em 2015, o casal decidiu vender a padaria e mudar-se porque estavam longe da família.

No mesmo blog, de acordo com o The Mirror, Richard admitia que o seu sonho era ser oficial das Forças Armadas e que estava a lutar para o cumprir. Enquanto isso não acontecia, trabalhava na Horizon Air, onde estava há cerca de quatro anos.

Ainda segundo o The Mirror, um supervisor operacional reformado da empresa disse que Russel era “uma pessoa calada” e “bem-visto pelos colegas”.

Perante estas informações, nada fazia prever que Richard iria roubar um avião e fazer acrobacias para as quais não estava qualificado.

Contudo, nas comunicações do avião com a torre de controlo, reveladas nas redes sociais por um jornalista canadiano, o norte-americano não parecia emocionalmente estável. Richard disse ter uns “parafusos a menos” e admitiu estar “em baixo”.

“Tenho muitas pessoas que se preocupam comigo. Vão ficar desiludidas quando souberem que fiz isto. Gostava de pedir desculpa a cada uma delas. Sou apenas um tipo que está em baixo, com alguns parafusos a menos, acho eu. Nunca percebi isso até agora”, revelou antes de se despistar e morrer.

Recomendados para si

;
Campo obrigatório