Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 28º

"Mal-entendido". Zara reage a campanha polémica após tentativa de boicote

A mais recente campanha da retalhista de moda gerou uma onda de indignação nas redes sociais. Ativistas pró-Palestina apelam ao boicote da marca.

"Mal-entendido". Zara reage a campanha polémica após tentativa de boicote
Notícias ao Minuto

08:54 - 12/12/23 por Ana Rita Rebelo

Lifestyle Zara

A hashtag 'BoycottZara' tem inundado as redes sociais, depois de terem surgido apelos de alguns ativistas pró-Palestina para um boicote à gigante do grupo Inditex. A Zara acabaria por ceder, retirando a sua mais recente campanha publicitária, que mostrava imagens que apresentavam semelhanças com os cenários de guerra, e esta terça-feira, 12 de dezembro, recorreu ao Instagram para um esclarecimento oficial.

"Depois de ouvir os comentários sobre a última campanha da Zara Atelier 'The Jacket', gostaríamos de partilhar o seguinte com os nossos clientes: A campanha, que foi pensada em julho e fotografada em setembro, apresenta uma série de imagens de esculturas inacabadas no estúdio de um escultor e foi criada com o único objetivo de mostrar peças de vestuário feitas à mão num contexto artístico", começa por explicar a retalhista de moda, numa publicação feita na rede social Instagram. "Infelizmente, alguns clientes sentiram-se ofendidos por estas imagens, que foram agora retiradas, e viram nelas algo muito diferente do que se pretendia quando foram criadas."

Sublinhando, assim, que não existe qualquer ligação com os acontecimentos em Gaza, com início a 7 de outubro, a Zara lamenta este "mal-entendido", reafirmando o seu "profundo respeito por todos". 

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por ZARA Official (@zara)

"Não importa quando é que as fotos foram tiradas. Porquê publicar agora? Não viram a semelhança?!", aponta um internauta na caixa de comentários. "Esqueceram-se de pedir desculpa", diz outro crítico.

Na campanha, destinada a promover um novo casaco da marca, Kristen McMenamy surge rodeada de entulho, manequins e estátuas cobertas de plástico. A norte-americana carrega ao ombro um manequim envolto num pano branco, lembrando as vítimas dos ataques de Israel a Gaza. Os internautas não tardaram a apontar as parecenças entre a imagem e os cadáveres em sacos brancos, que lembram os trajes funerários muçulmanos tradicionais.

Ao final da manhã desta segunda-feira, dia 11, as fotografias já não eram visíveis na loja online ou na aplicação da Zara e foram também apagadas das redes sociais. 

Leia Também: Tod's nomeia Matteo Tamburini como diretor criativo

[Notícia atualizada às 09h19]

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório