Meteorologia

  • 01 OUTUBRO 2023
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 35º

Doença de Lyme. Tudo sobre a condição que já afetou muitos famosos

Justin Bieber, Shania Twain, Bella Hadid - e outros elementos da família Hadid - têm uma característica em comum, todos já foram diagnosticados, em algum momento, com doença de Lyme. Já ouviu falar? Ana Moreira, uma dermatologista da Allure Clinic, no Porto, explicou tudo sobre a condição.

Doença de Lyme. Tudo sobre a condição que já afetou muitos famosos

Já ouviu falar de doença de Lyme? É uma doença infecciosa, não contagiosa e afeta, ou já afetou, em algum momento, muitos famosos, sendo que entre os nomes mais conhecidos está o de Bella Hadid. Aliás, recentemente, a supermodelo atualizou os fãs sobre a sua luta contra esta doença. Como muitos não conhecem a condição, o Lifestyle ao Minuto falou com Ana Moreira, uma dermatologista da Allure Clinic, no Porto, e esclareceu as dúvidas mais comuns. 

Segundo a médica, esta condição resulta da "mordedura de uma carraça, do género Ixodes, que ocorre em zonas de clima temperado, em florestas e matas húmidas".

Leia Também: O que se sabe sobre a bactéria que terá vitimado jovem que veio à JMJ

Quando a doença é tratada (quase) imediatamente, e a carraça removida nas 24 horas após a mordedura, "não existem riscos de maior para a saúde do paciente", explica a dermatologista. "Caso não seja tratada, meses (ou mesmo anos) após a mordedura, pode afetar outros órgãos, como o coração e o sistema nervoso central, e levar a outros sintomas e complicações", alerta. 

Leia Também: Conjuntivite. É mesmo contagiosa? E mais comum no verão? Médico responde

Para que a infeção se concretize é necessário que a carraça se alimente da pele da pessoa por um período de cerca de 24 horas - carraças removidas da pele antes desse período não transmitem a doença

O que é a doença de Lyme? 

É uma doença infecciosa, não contagiosa, as suas manifestações iniciais são dermatológicas e são capazes de evoluir para problemas crónicos em órgãos como o sistema nervoso central ou o coração. 

Qual é a causa?

É a mordedura da carraça, do género Ixodes, que ocorre em zonas de clima temperado, em florestas e matas húmidas. Esta carraça transmite as bactérias Borrelia burgdorferi, Borrelia mayonii, Borrelia afzelii ou Borrelia garinii, sendo as duas últimas mais comuns na Europa.

Para que a infeção se concretize é necessário que a carraça se alimente da pele da pessoa por um período de cerca de 24 horas - carraças removidas da pele antes desse período não transmitem a doença. 

Notícias ao Minuto Ana Moreira© Allure Clinic  

Leia Também: Toxinfeções alimentares. O que são? Que sintomas causam?

Que sintomas estão associados a esta doença?

O mais comum é o eritema migrans, uma mancha arredondada e avermelhada, com uma zona clara central, em torno da mordedura da carraça.

Algumas pessoas desenvolvem linfocitoma borreliano (uma espécie de nódulo avermelhado na pele, mais frequente na Europa) e acrodermatite crónica atrófica (atrofia cutânea com vasos sanguíneos proeminentes, também associada a casos europeus) contudo estas apresentações são raras.

Nas semanas seguintes pode também desenvolver-se: febre, fadiga, cefaleias, dores musculares e nas articulações e aumento dos gânglios linfáticos. 

Quais são os riscos associados a esta doença? São todos graves? 

Se a doença de Lyme for tratada precocemente não existem riscos de maior para a saúde do paciente. Caso não seja tratada, meses (ou mesmo anos) após a mordedura, pode afetar outros órgãos, como o coração e o sistema nervoso central, e levar a outros sintomas e complicações, como a meningite assética, nevrite craniana, encefalomielite, meningoencefalite, radiculopatias, bloqueio auriculoventricular ou miocardite. 

Leia Também: Klebsiella Pneumoniae. O que é? Que perigos representa?

Quem está mais em risco de sofrer com esta doença?

Sendo Portugal uma das zonas onde a carraça infeciosa circula endemicamente, é importante prestar especial atenção a guardas florestais, agricultores ou praticantes de campismo e trekking. 

Existem formas de prevenir a doença? Como?

Nas zonas endémicas, a prevenção passa por cobrir o máximo de superfície corporal possível. A roupa deve ser clara, o que ajuda a localizar eventuais carraças, e deve ser aplicado repelente de mosquitos e carraças por todo o corpo e também na roupa e no calçado. Ao final do dia, é essencial analisar meticulosamente todo o corpo (exposto pela roupa ou não) para tentar localizar qualquer carraça e removê-la. 

É curável?

Ao identificar uma carraça na pele, esta deve ser removida e o indivíduo deve entrar em vigilância clínica por um período de 30 dias. A terapêutica com antibióticos é eficaz. A doxicilina, se administrada precocemente, tem elevada eficácia e é muito baixa a probabilidade de o paciente desenvolver as formas mais graves da doença. 

Leia Também: Covid-19. Coçar o nariz pode aumentar o risco de infeção

Estima-se que na Europa ocorram cerca de 65 000 casos anualmente 

É mais comum em que épocas do ano?

Durante a primavera e nos meses frios.  

É uma doença comum? Há muitos casos em Portugal? 

Em Portugal há uma escassez de dados epidemiológicos, contudo alguns trabalhos sugerem uma crescente importância desta patologia, em particular nas regiões norte e centro do país. Estima-se que na Europa ocorram cerca de 65 mil casos anualmente  

Muitos famosos têm esta doença? Bella Hadid, Justin Bieber e Shania Twain são alguns exemplos. Qual será o fator que têm em comum? 

Esta doença é característica de zonas de clima temperado, sendo considerada endémica na Europa central, no nordeste dos Estados Unidos da América (EUA), na Escandinávia, no norte do Japão e em outras regiões da Ásia. Estes famosos vivem nos EUA e no Canadá, logo, poderão ter em comum as áreas geográficas de residência ou de lazer.

Leia Também: Éris. O que se sabe sobre a nova estirpe altamente mutante da Covid-19

Todas as Notícias. Ao Minuto.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recomendados para si

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório