Meteorologia

  • 06 FEVEREIRO 2023
Tempo
16º
MIN 6º MÁX 18º

Picowines apresenta "o primeiro espumante com Denominação de Origem Pico"

O Espumante Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico 2017 teve uma produção de cerca de 1.300 garrafas.

Picowines apresenta "o primeiro espumante com Denominação de Origem Pico"
Notícias ao Minuto

12:18 - 25/01/23 por Lusa

Lifestyle Espumante

A Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico (CVIP), nos Açores, lançou o primeiro espumante certificado, com uma produção de cerca de 1.300 garrafas, foi hoje anunciado.

Segundo uma nota de imprensa enviada às redações, o espumante, com Denominação de Origem Controlada (DOC), foi feito exclusivamente com a casta Arinto dos Açores da zona da Candelária e sob a orientação de Bernardo Cabral, enólogo consultor da Picowines.

Leia Também: Comercialização dos vinhos do Porto e Douro atingiu 606 milhões em 2022

O Espumante Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico 2017 teve uma produção de cerca de 1.300 garrafas.

Citado na mesma nota de imprensa, o enólogo Bernardo Cabral explicou que este "é um espumante que não consegue esconder a sua origem".

"As notas de algas do mar, iodo e maresia conjugam-se com alguma panificação resultante do longo estágio com as leveduras livres, destes quatro anos em garrafa", acrescentou.

"Um vinho do qual nos orgulhamos por ser o primeiro espumante com Denominação de Origem Pico e que nos deixa naturalmente gratos e muito satisfeitos com o trabalho desenvolvido", disse.

Além do espumante, foi lançado um vinho branco de 2017, o (A)parecido e a nova colheita do tinto Terras de Lava Reserva 2020, das castas Merlot e Cabernet.

"O vinho (A)parecido esteve guardado dentro de caixas de seis garrafas. É um vinho branco monovarietal de Arinto dos Açores da colheita 2017, com uma pequena produção de 252 garrafas, que chega agora ao mercado e estará disponível em garrafeiras e na restauração", acrescenta o presidente da Cooperativa Vitivinícola da Ilha do Pico - Picowines, Losménio Goulart, citado na nota de imprensa.

O presidente da Cooperativa sublinha que a Picowines "tem vindo a conquistar novos mercados", designadamente no continente asiático e no Norte da Europa, apostando "em criar vinhos diferenciadores" e produtos que "celebrem sempre a essência do Pico", numa "aposta na economia regional e nacional".

A cooperativa, que nasceu em 1949, já coloca os seus vinhos em 20 países, com especial destaque para o mercado americano e europeu.

O primeiro vinho da CVIP, com o nome "Pico", foi lançado no mercado em 1965. Atualmente, a Cooperativa do Pico conta com 280 associados.

Os novos vinhos da Picowines vão estar disponíveis nas principais garrafeiras do país e na restauração.

Leia Também: Foi preciso esperar 20 anos para provar este novo vinho do Porto

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório