Meteorologia

  • 26 JUNHO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 22º

Covid-19 está a provocar outra condição misteriosa que está a matar

Médicos norte-americanos estão a reportar um novo padrão perturbador relativamente a pacientes infetados com o novo coronavírus, que acabam por morrer devido ao desenvolvimento de coágulos sanguíneos muitas vezes mesmo após já terem recebido alta hospitalar.

Covid-19 está a provocar outra condição misteriosa que está a matar

Entre 20 a 40% dos doentes com Covid-19 internados no Emory University Hospital no centro da cidade de Atlanta, nos Estados Unidos, desenvolveram coágulos sanguíneos - mesmo após lhes terem sido administrados anticoagulantes, afirmou o médico Craig Coopersmith ao The Hour

As declarações do clínico surgem após outros relatos e rumores de que o vírus de cariz respiratório está a afetar não apenas os pulmões, mas também o coração, os intestinos, o fígado, os rins e até o cérebro. 

Em entrevista ao jornal britânico DailyMail um cirurgião cardíaco de Brooklyn, na cidade de Nova Iorque, nos EUA, disse que os coágulos são provavelmente responsáveis "por uma elevada quantidade" de mortes por Covid-19 e afirmou que no hospital onde trabalha também se está a registar esta tendência, acrescentando que os coágulos podem ainda estar a causar a morte de pacientes aparentemente recuperados e que recebem alta hospitalar. 

"Uma das coisas que estamos a aprender acerca da Covid-19 é o quanto produz problemas de coagulação - ou seja tromboses (coágulos sanguíneos) são detetadas tanto nos grandes vasos como na microvasculatura", explicou ao DailyMail o médico Paul Saunders, clínico no Maimonides Medical Center, também em Nova Iorque. 

"Isso tem sido encontrado em vários lugares do corpo - por exemplo, coágulos sanguíneos presentes nas pernas, nos pulmões, e particularmente neste órgão registam-se vastas embolias pulmonares". 

A Covid-19 tem uma arma característica e única que lhe permite atacar o coração.

"Contrariamente a outros coronavírus, como a gripe comum, ao microscópio o SARS-CoV-2 tem uma série de picos proeminentes, e esses picos são pequenas proteínas que estão à procura de células recetoras às quais se possam ligar", explicou Robert Bonow, professor de cardiologia na Universidade de Northwestern, também nos Estados Unidos. 

"Estão especificamente à procura desses recetores nos pulmões, mas esses mesmos recetores estão instalados nos vasos sanguínos, como tal o SARS-CoV-2 associa-se aos pulmões, mas também aos vasos sanguíneos". 

"Assim que se alojam nesses vasos sanguíneos das células, as partículas virais também podem causar danos no músculo cardíaco", elucidou Bonow

E assim podem provocar o desenvolvimento de 'estados de hipercoagulação", fazendo com que os coágulos sanguíneos causem ataques cardíacos fulminantes. 

As primeiras evidências científicas de que o novo coronavírus poderia ser altamente perigoso para o sistema cardiovascular surgiram na China. Num estudo conduzido naqueles país, cerca de 20% de 416 doentes hospitalizados com Covid-19 registaram danos no coração. 

Saunders acrescentou que, nos seus pacientes em Nova Iorque, são muitas vezes os coágulos sanguíneos que são responsáveis por ataques cardíacos. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório