Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2020
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 21º

Edição

Estudo relaciona burnout a batimentos cardíacos potencialmente mortais

A fibrilhação auricular é o distúrbio do ritmo cardíaco mais comum e a principal causa de acidente vascular cerebral na Europa e nos Estados Unidos.

Estudo relaciona burnout a batimentos cardíacos potencialmente mortais

Um novo estudo, publicado esta segunda-feira no European Journal of Preventative Cardiology e citado pela CNN, afirma que quem se encontra em exaustão física e mental profunda - também conhecida por burnout - pode estar em maior risco de ter um batimento cardíaco irregular e potencialmente fatal. 

A fibrilhação auricular é o distúrbio do ritmo cardíaco mais comum e a principal causa de acidente vascular cerebral na Europa e nos Estados Unidos. Para alguns, os sinais de alarme são a dor no peito, palpitações, falta de ar e fadiga. Mas para outros, não existem sintomas, trata-se de um 'assassino' silencioso.

Segundo o estudo, o stress e a exaustão crónicos podem ser um fator-chave no desenvolvimento da doença.

"Sabemos que o stress pode causar outros tipos de doenças cardíacas, mas este é o primeiro estudo a realmente ligar a exaustão a um aumento do risco de arritmia cardíaca", disse o autor do estudo, Dr. Parveen Garg, professor associado de medicina clínica na Universidade do Sul da Califórnia, citado pela CNN

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório