Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2018
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 13º

Edição

O que é a hiposexualidade e como o afeta?

Se tem falta de apetite sexual – ou nenhum desejo sexual de todo – pode ser que seja hiposexual. E não, não está sozinho.

O que é a hiposexualidade e como o afeta?
Notícias ao Minuto

13:00 - 17/05/18 por Liliana Lopes Monteiro  

Lifestyle Tempos modernos

O sexo está em todo o lado, no cinema, na Internet, na publicidade ou nas canções que ouve, e toda a gente o faz? Bem, nem por isso. Se tem falta de apetite sexual saiba que não está só. De facto a maioria dos homens e das mulheres irá experienciar, a dada altura das suas vidas, uma significativa perda de libido.

A hiposexualidade, de acordo com a sexóloga britânica, Lianne Young, é uma condição reconhecida pela comunidade médica, e que segundo a qual uma pessoa não tem qualquer interesse em praticar relações sexuais.

“É melhor explicada como um falta total de libido e que afeta tanto os homens como as mulheres. Os indivíduos afetados evitam a intimidade e até a masturbação”, explica a especialista.

“A patologia ocorre devido a uma combinação de problemas emocionais e físicos, contudo se sente desejo, mas não excitação tal poderá dever-se a uma condição médica ou a alguma medicação que esteja a tomar; e se não tem qualquer desejo tal poderá acontecer devido a stress, depressão ou a outras patologias”, refere Young.

“Como tal, é fundamental que se entenda a diferença entre desejo e excitação”, acrescenta.

Hiposexualidade não deve ser confundida com hipersexualidade, comummente conhecida pelo vicio em sexo, uma desordem que se carateriza pela necessidade constante de sexo e que pode ter consequências detrimentais na vida familiar e laboral dos afligidos.

Young elucida: “O sinal mais óbvio que aponta para que se sofra de hiposexualidade é a falta de desejo e de excitação. O desejo sexual é um processo emocional e psicológico e é importante entender que estas duas coisas são distintas, especialmente relativamente aos casais que podem ocasionalmente experienciar momentos de maior afastamento. Ou seja é possível sentir desejo, e que fisicamente o corpo não consiga agir em conformidade”.

A dados estágios da vida, é normal que exista uma diminuição do desejo – após a gravidez, durante a menopausa e durante momentos de maior stress. A toma de fármacos e a incidência de outros problemas mentais podem impactar também na vida sexual.

“Quando se fala de sexualidade, a saúde geral pode impactar esta vertente humana de inúmeras formas: na própria função sexual motora, nos sentimentos, ou nos comportamentos sexuais e não deve ignorar nenhuma destas experiências”, diz a sexóloga.

E conclui: “Procure um médico especialista. A hiposexualidade pode ser tratada com medicação, acompanhamento psicológico ou terapia”.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba dicas para uma vida melhor!

Moda e Beleza, Férias, Viagens, Hotéis e Restaurantes, Emprego, Espiritualidade, Relações e Sexo, Saúde e Perda de Peso

Obrigado por ter ativado as notificações de Lifestyle ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório