Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2018
Tempo
30º
MIN 29º MÁX 31º

Edição

Portugal é o sétimo país da UE com maior diferença salarial de género

Portugal foi o país da União Europeia em que o fosso salarial entre homens e mulheres mais cresceu entre 2011 e 2016, num total de 4,6%, divulgou hoje o Eurostat.

Portugal é o sétimo país da UE com maior diferença salarial de género
Notícias ao Minuto

11:09 - 07/03/18 por Beatriz Vasconcelos com Lusa 

Economia Eurostat

Apesar das vozes que têm soado ultimamente contra as discrepâncias salariais, em Portugal (e no resto da Europa) a diferença de remunerações entre homens e mulheres ainda é uma realidade.

De acordo com os dados do Eurostat, divulgados esta quarta-feira, a discrepância entre salários em Portugal agravou-se 4,6 pontos percentuais no período entre 2011 e 2016.

Portugal torna-se assim no sétimo país da União Europeia (UE) onde a diferença salarial é mais elevada, de 17,5%. A média europeia é de 16,2%.

A nível europeu, segundo os dados do Eurostat, os Estados-Membros que lideraram o 'ranking' da diferença de remuneração entre homens e mulheres em 2016 foram a Estónia (25,3%), a República Checa (21,8%), a Alemanha (21,5%), o Reino Unido (21,%) e a Áustria (20,1%).

Roménia (5,2%), Itália (5,3%), Luxemburgo (5,5%), Bélgica (6,1%), Polónia (7,2%), Eslovénia (7,8%) e Croácia (8,7%) foram os países que ficaram abaixo dos dez por cento.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório