Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2018
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 17º

Edição

“Incentivo ao investimento privado tem de merecer reforço significativo”

Marcelo Rebelo de Sousa mostra-se satisfeito pelo consenso gerado em Portugal em torno da necessidade de um crescimento sustentado e da aposta na ciência e na tecnologia. Mas chama a atenção para a importância do investimento privado.

“Incentivo ao investimento privado tem de merecer reforço significativo”
Notícias ao Minuto

19:00 - 20/01/18 por Fábio Nunes 

Economia Presidente República

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve este sábado à tarde no congresso ´Portugal no futuro' que se realizou em Lisboa. O Chefe de Estado destacou o consenso que se gerou em Portugal em torno do crescimento económico.

"Crescimento sustentado, superavits primários e empenho europeu. Felizmente, eis um ponto em que se está a criar um amplo consenso nacional. Chegámos tarde, mas chegámos", começou por dizer Marcelo, antes de destacar algo que é necessário melhorar.

"O incentivo ao investimento privado, que já considerei limitado no Orçamento para este ano, tem de merecer reforço significativo", disse o Presidente. 

Apesar de satisfeito com o consenso que também existe na aposta científica e tecnológica, Marcelo também alertou que é necessário dar os passos seguinte. "Precisamos de chegar mais longe no público, no privado e no social, na academia e na empresa, nas redes existentes e a criar. Ciência e tecnologia com outra expressão no PIB, que corresponda aliás a outro compromisso assumido para 2020", realçou.

O Presidente acrescentou ainda que "acreditar que congelar boas ideias por dois, três ou quatro anos, as não desvitaliza, é viver num tempo que já não existe".

Ao abordar a questão de redescobrir um Portugal esquecido, Marcelo voltou a insistir que "constitui um teste à nossa capacidade de afirmar a unidade nacional, teste que atravessa todos os órgãos de soberania".

Já sobre as alterações climáticas, o Presidente da República elogiou a posição de Portugal e lançou uma farpa a Trump e aos que negam este fenómeno. "E não é pelo peso de um ou outro apostados na negação do real, por importantes que sejam, que não devemos persistir no diagnóstico e na terapêutica de um dos pontos sensíveis das nossas existências coletivas", acrescentado que "na Europa e com a Europa sentimo-nos bem na nossa pele em querermos mais antevisão e menos reação". 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório