Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Venezuela lança nota de 100 mil bolívares para responder à inflação

A economia com a subida de preços mais rápida do mundo está a tentar encontrar respostas para lidar com o drama social.

Venezuela lança nota de 100 mil bolívares para responder à inflação

O dia-a-dia dos venezuelanos pode mudar em breve com o lançamento de uma nova nota que pretende resolver alguns dos problemas provocados pela inflação de 2.300% prevista para o país nos próximos meses. 

Segundo a Bloomberg, Nicolás Maduro anunciou o lançamento da nota de 100 mil bolívares, a denominação mais alta do dinheiro venezuelano. Com esta nota, os habitantes do país vão poder aliviar as costas, deixando de carregar maços de dinheiro em mochilas para pagar as despesas. 

Segundo o câmbio oficial do governo, esta nota valerá o equivalente a dois euros, mas o câmbio no 'mercado negro' é bem menos favorável. Infelizmente, a falta de dinheiro nos locais oficiais torna impossível trocar o dinheiro ao câmbio oficial e obriga os venezuelanos a recorrer ao mercado não-oficial. 

No mesmo programa de televisão em que anunciou a nova nota, Nicolás Maduro acusou a Colômbia e o presidente Juan Manuel Santos de fazer "um ataque monetário" à Venezuela devido às trocas de bolívares na fronteira. 

Recorde-se que o governo venezuelano já tinha anunciado algumas medidas para reduzir o sofrimento do povo até ao final do ano: um aumento de 30% no salário mínimo, um bónus de 500 mil bolívares (130 euros) para ajudar no Natal, um brinquedo para cada criança e carne de porco para as refeições natalícias. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório