Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2022
Tempo
13º
MIN 8º MÁX 14º

Finanças ameaçaram penhorar quase 500 mil ordenados

No ano passado, as Finanças marcaram a penhora a 471.011 ordenados de contribuintes em dívida, o que traduz um aumento para mais do dobro face a 2011, em que foram penhorados 210.833 salários. Com isto o Estado encaixou 501,6 milhões de euros, valor em que estão contempladas também a venda de carros e partes sociais, avança a edição desta terça-feira do Diário Económico.

Finanças ameaçaram penhorar quase 500 mil ordenados
Notícias ao Minuto

07:32 - 29/01/13 por Notícias Ao Minuto

Economia Notícias

O Fisco agendou, em 2012, a penhora a 471.011 salários de contribuintes em dívida para com o Estado, o que representa um incremento para mais do dobro face aos ordenados que foram sujeitos a este ‘ajuste de contas’ no ano anterior: em 2011 as Finanças decretaram a penhora a um total de 210.833 salários. Porém, adverte o Diário Económico, só uma pequena parte resultou em penhora efectiva do ordenado.

Só 6,5% das penhoras registadas no ano passado serão, de facto, concretizadas, ou seja, apenas 30.428 dos casos acabarão mesmo em penhora do salário.

“A diferença significativa entre o número de penhoras marcadas e o número de penhoras efectivamente concretizadas decorre, em grande medida, de os contribuintes devedores (…) procederem à regularização das suas dívidas, antes ainda de se chegarem a concretizar efectivamente as penhoras”, explica a secretaria de Estado dos Assuntos Fiscais, citada pelo Diário Económico.

Ainda assim, somando a penhora dos salários com a venda de carros e partes sociais, os cofres do Estado conseguiram amealhar 501,6 milhões de euros em 2013, mais 17,1% do que no ano anterior.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório