Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 16º

Edição

Houve salários que aumentaram. Os de políticos e de dirigentes

Os dados são da Síntese Estatística do Emprego Público.

Houve salários que aumentaram. Os de políticos e de dirigentes
Notícias ao Minuto

08:20 - 19/02/15 por Notícias Ao Minuto 

Economia Estatísticas

Os últimos anos têm sido caracterizados por cortes nas pensões e nos salários, pelo congelamento das diferentes carreiras e por enormes dificuldades que os portugueses se viram obrigados a enfrentar.

Em outubro do ano passado, o ganho médio mensal dos funcionários públicos estava nos mesmos níveis de 2011. Ainda assim, existem profissões que escaparam a estes cortes e congelamento de carreira.

O Jornal de Notícias avança, esta quinta-feira, que os políticos ganham agora mais 8,7% do que aquilo que auferiam em 2011. O vencimento-base aumentou cerca de 150 euros e, no final do mês, recebem em média mais 220 euros.

Também os dirigentes de topo da Administração Pública ganham agora mais do que em 2011. Segundo o Jornal de Notícias, o aumento é de 86,1 euros e deve-se, sobretudo, à subida do salário-base que aumentou de 3.539 para 3.562 euros.

No total das 26 carreiras da Administração Pública há dez em que o salário aumentou face a 2011. Esta subida de rendimento afeta os magistrados, as forças armadas e de segurança, os trabalhadores da área da investigação e os docentes.

Em sentido contrário, refere o JN, os médicos recebem menos 356 euros e os enfermeiros perderam cerca de 100 euros por mês. No lote das profissões que viram os ganhos mensais diminuir incluem-se ainda os funcionários da Justiça, o pessoal de inspeção e os informáticos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório