Meteorologia

  • 16 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 26º

Cada vez mais têm menos dinheiro e incumprimentos aumentam

Estudo revela que, atualmente, "verifica-se uma crescente aceitação em ignorar o pagamento de contas".

Cada vez mais têm menos dinheiro e incumprimentos aumentam
Notícias ao Minuto

10:49 - 15/03/24 por Notícias ao Minuto

Economia finanças pessoais

À medida que existem cada vez mais pessoas com menos dinheiro em Portugal, o incumprimento no pagamento de contas está também a aumentar. Esta é a conclusão do estudo European Consumer Payment Report, da Intrum, divulgado esta sexta-feira a propósito do Dia Mundial dos Direitos do Consumidor. 

"Embora possam ser muitas as razões por detrás de um pagamento em atraso - desde o consumidor não ter dinheiro, a simplesmente ter-se esquecido de pagar - os dados da Intrum sugerem uma mudança nas normas sociais. Atualmente, verifica-se uma crescente aceitação em ignorar o pagamento de contas e ao mesmo tempo, os consumidores afirmam estar atentos às empresas que tentam explorar as suas dificuldades através de táticas como agreedflaction - aumentar os preços mais do que o justificado pelos seus custos ou a manter os preços elevados mesmo quando os seus custos de produção diminuem", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

Ora, "com pagamentos em atraso ou o não pagamento a tornarem-se endémicos, as atitudes dos consumidores parecem estar a mudar".

O estudo indica que os "consumidores estão a reavaliar o que consideram aceitável quando se trata de ignorar faturas, o que está a causar uma grande preocupação às empresas".

Segundo os dados agora divulgados, três em cada dez inquiridos (29%) afirmam que agora sentiriam menos culpa por ignorarem o pagamento de uma conta, em comparação com há alguns anos.

Leia Também: Tribunal de Contas alerta para "atrasos" na prestação de contas públicas

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório