Meteorologia

  • 12 ABRIL 2024
Tempo
27º
MIN 15º MÁX 27º

Bolsas europeias mistas, à espera de vários indicadores relevantes

As principais bolsas europeias estavam hoje mistas, à espera de indicadores económicos relevantes, como o índice de sentimento do consumidor Gfk na Alemanha, a confiança do consumidor em França e os números de confiança do Conference Board nos EUA.

Bolsas europeias mistas, à espera de vários indicadores relevantes
Notícias ao Minuto

09:23 - 27/02/24 por Lusa

Economia Bolsas

Às 08:55 em Lisboa, o EuroStoxx 600 estava a avançar 0,06% para 495,69 pontos.

As bolsas de Londres, Frankfurt e Milão subiam 0,11%, 0,22% e 0,27%, enquanto, em sentido contrário, Paris e Madrid desvalorizavam 0,06% e 0,26%, respetivamente.

Depois de abrir a cair, a bolsa de Lisboa invertia a tendência, estando às 08:55 o principal índice, o PSI, a subir 0,09% para 6.185,06 pontos.

Nos EUA também será publicado o índice de vendas a retalho Redbook nos EUA.

Entretanto, Wall Street fechou em baixa ligeira, enquanto na Ásia os principais mercados registaram ganhos.

O Dow Jones terminou a cair 0,16% para 39.069,23 pontos, contra 39,131,53 pontos em 23 de fevereiro, um novo máximo desde que foi criado em 1986, e o Nasdaq a recuar 0,13% para 15.976,25 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos, verificado em 16 de novembro de 2021.

O Nikkei de Tóquio revalidou máximos de sempre depois de ter subido uns mínimos 0,01%, num dia em que foi noticiado que a inflação no Japão foi superior ao esperado.

Os mercados parecem estar a fazer uma pausa nos fortes ganhos das últimas sessões, uma vez que aguardam uma série de resultados e dados sobre a inflação na Europa e nos EUA nas próximas sessões.

Na segunda-feira, a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, recordou que o organismo espera que "o atual processo de desinflação continue" nos próximos meses, mas precisa de estar mais confiante de que isso levará a atingir o objetivo de 2% de inflação de forma sustentável.

Assim, as decisões relativas à política de taxas continuarão a ser tomadas com base nos dados que forem chegando, tendo em conta as perspetivas de inflação, a dinâmica da inflação subjacente e a força da transmissão da política monetária.

Nos EUA, o presidente da Fed de Atlanta, Jeffrey Schmid, também insistiu que não há pressa em baixar as taxas de juro.

O rendimento da obrigação alemã a 10 anos, considerada a mais segura da Europa, estava a cair para 2,419%, contra 2,438% na segunda-feira, depois de ter fechado a 1,893% em 27 de dezembro de 2023, um mínimo desde dezembro de 2022.

No atual contexto de tensão no Médio Oriente, o barril de petróleo Brent para entrega em abril abriu hoje em alta, a cotar-se a 82,85 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 82,53 dólares na segunda-feira.

A nível cambial, o euro abriu a valorizar-se no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0859 dólares, contra 1,0845 dólares na sessão anterior.

Leia Também: Bolsas europeias em baixa em semana com referências macroeconómicas

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório