Meteorologia

  • 23 ABRIL 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 24º

Bolsa de Lisboa em baixa com BCP a cair mais de 2%

A bolsa de Lisboa negociava hoje em baixa, com as ações do BCP, único banco cotado, a caírem 2,01% para 0,29 euros.

Bolsa de Lisboa em baixa com BCP a cair mais de 2%
Notícias ao Minuto

09:27 - 16/01/24 por Lusa

Economia Bolsa de Lisboa

Cerca das 09:05 em Lisboa, o PSI mantinha a tendência da abertura e descia 0,50% para 6.470,65 pontos, com 10 'papéis' a descer, quatro a subir e dois a manter a cotação (Corticeira Amorim em 9,15 euros e Ibersol em 6,68 euros).

Às ações do BCP seguiam-se as da EDP Renováveis, EDP e Mota-Engil, que desciam 1,05% para 16,48 euros, 0,89% para 4,44 euros e 0,75% para 4,63 euros.

As ações da Navigator, REN e Jerónimo Martins eram outras das que desciam de cotação, designadamente 0,61% para 3,57 euros, 0,43% para 2,33 euros e 0,38% para 21,20 euros.

As que menos recuavam eram as ações da Greenvolt, Sonae e Altri, que desciam 0,37% para 8,14 euros, 0,22% para 0,90 euros e 0,18% para 4,49 euros.

Em sentido contrário, as ações da Galp lideravam os ganhos, estando a subir 1,11% para 15,02 euros.

As ações da Semapa, CTT e NOS eram as outras que subiam, estando a avançar 0,73% para 13,84 euros, 0,14% para 3,63 euros e 0,06% para 3,28 euros.

As principais bolsas europeias estavam hoje em baixa, pendentes da divulgação dos dados finais da inflação alemã de dezembro e já com a referência de Wall Street, que esteve fechada na segunda-feira devido ao feriado de Martin Luther King.

Durante a sessão, os investidores vão estar atentos a várias referências. Na agenda macroeconómica, a inflação alemã, o desemprego no Reino Unido, o índice ZEW de confiança dos investidores na zona euro e na Alemanha, e o índice de manufatura Empire State nos EUA, onde também continuará a apresentação de resultados.

Hoje, Morgan Stanley e Goldman Sachs estarão em ação, num dia em que o Fórum Económico Mundial de Davos (Suíça) realizará mais uma sessão.

A bolsa em Wall Street, que esteve fechada na segunda-feira devido ao feriado de Martin Luther King, volta a negociar hoje e, de acordo com os futuros sobre os principais índices, fá-lo-á com descidas.

As principais praças europeias arrancaram a vermelho, num contexto de subida dos juros das dívidas soberanas, depois de declarações de vários membros do Banco Central Europeu (BCE) "salientando que as expectativas de descida das taxas no mercado são prematuras no tempo e otimistas no montante", segundo analistas da Renta4 citados pela Efe.

O rendimento da obrigação alemã a 10 anos, considerada a mais segura da Europa, estava a descer para 2,225%, contra 2,232% na segunda-feira, depois de ter fechado a 1,893% em 27 de dezembro de 2023, um mínimo desde dezembro de 2022.

Entretanto, no mercado das matérias-primas, o preço do petróleo bruto Brent, a referência na Europa, mantém-se estável, apesar das tensões no Mar Vermelho.

O barril de petróleo Brent para entrega em março abriu hoje em baixa, a cotar-se a 77,88 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 78,15 dólares na segunda-feira.

A nível cambial, o euro abriu a desvalorizar-se no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,0914 dólares, contra 1,0948 dólares na segunda-feira.

Leia Também: Bolsa de Lisboa abre a cair 0,69%

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório