Meteorologia

  • 16 JUNHO 2024
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 24º

Euro volta a subir e ultrapassa 1,10 dólares

O euro subiu hoje face ao dólar, pela segunda sessão consecutiva, ultrapassando os 1,10 dólares, quando foi revelado que o índice de preços das despesas de consumo pessoal nos EUA ficou em 2,6% em novembro.

Euro volta a subir e ultrapassa 1,10 dólares
Notícias ao Minuto

18:30 - 22/12/23 por Lusa

Economia Moeda

Pelas 18h04 (hora de Lisboa), o euro seguia a 1,1015 dólares, quando na quinta-feira, pela mesma hora, negociava a 1,0982 dólares.

O euro também subiu relativamente ao iene, mas cedeu face à libra.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou o câmbio de referência do euro em 1,1023 dólares.

Na sessão de hoje, o euro oscilou entre 1,0993 e 1,1043 dólares.

O índice de preços das despesas de consumo pessoal dos EUA, indicador que a Reserva Federal (Fed) usa para monitorizar a inflação, situou-se em 2,6% em novembro, face homólogo, menos três décimas que em outubro, foi hoje anunciado.

Num comunicado, o departamento de Comércio dos Estados Unidos referiu ainda que o índice subjacente, que exclui do seu cálculo os preços dos alimentos e da energia devido à sua maior volatilidade, fechou o décimo primeiro mês de 2023 com um aumento de 3,2%, menos duas décimas do que no mês anterior.

Por outro lado, os preços dos alimentos subiram 1,8%, embora a fatura energética tenha caído 6%.

Em cadeia, o índice geral diminuiu 0,1% em novembro, contra uma estagnação em outubro, enquanto o índice subjacente aumentou 0,1%, o mesmo valor que no mês anterior.

Para fazer face à subida dos preços, a Fed aumentou as taxas de juro onze vezes seguidas desde março de 2022 e interrompeu este ciclo em julho. Consequentemente, as taxas de juro situam-se agora no intervalo de 5,25% a 5,5%, o nível mais elevado desde janeiro de 2001.

No entanto, na última reunião, em 13 de dezembro, a Fed optou por manter a taxa de referência, mas avisou que continua a avaliar com cautela informações adicionais sobre as implicações económicas dos aumentos anteriores e que os progressos no controlo da inflação não podiam ser considerados "garantidos".

Leia Também: Euro cai face ao dólar e sobe em relação à libra

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório