Meteorologia

  • 22 JUNHO 2024
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 27º

Revisão do PRR permite avançar com projetos não executados nos Açores

A revisão do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) para 725 milhões de euros vai permitir que projetos não executados nos Açores o possam ser agora, declarou hoje Alexandra Bragança, dirigente da Concertação Social.

Revisão do PRR permite avançar com projetos não executados nos Açores
Notícias ao Minuto

15:57 - 22/09/23 por Lusa

Economia Concertação Social

A presidente da Aicopa - Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas dos Açores, que preside à comissão responsável pelo PRR no Conselho Económico e Social dos Açores (CESA), considerou que o reforço de verbas vai permitir que os investimentos sejam "mais diluídos no tempo".

"No fundo, aquilo que deveria ter sido executado anteriormente ainda o pode ser no futuro. Também há um acréscimo de verbas do PRR para os Açores, ficando este com um total na ordem dos 725 milhões de euros [anteriormente eram 560 ME] ", declarou a dirigente no final da reunião do CESA, em Ponta Delgada.

Alexandra Bragança revelou que a taxa de execução do PRR está aos níveis nacional e comunitário, tendo no segundo trimestre de 2023 atingido os 62%, contra 61,8% relativamente ao período homólogo anterior, sendo que a dimensão da transição digital "continua com um desempenho favorável ao nível da execução".

Também se regista um "desempenho favorável ao nível de execução global da transição climática", salvaguardou.

Alexandra Bragança manifestou preocupações em termos de execução por parte da região face ao volume de fundos comunitários do PRR e ao calendário disponível, bem como em relação à falta de mão-de-obra na construção civil, o que tem conduzido à importação de trabalhadores, uma vez que seriam necessários cerca de mais seis mil operários.

A Comissão Europeia aprovou hoje a revisão do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) de Portugal, que ascende agora a 22,2 mil milhões de euros, alteração que tem em conta a elevada inflação e o impacto da guerra.

"A Comissão Europeia fez hoje uma avaliação positiva do plano de recuperação e resiliência alterado de Portugal, que inclui um capítulo [do pacote energético] REPowerEU. O plano tem agora um valor de 22,2 mil milhões de euros em subvenções e empréstimos e abrange 44 reformas e 117 investimentos", indica o executivo comunitário em comunicado.

Bruxelas observa que "as alterações introduzidas por Portugal no plano inicial baseiam-se na necessidade de ter em conta a elevada inflação registada em 2022 e as perturbações na cadeia de abastecimento causadas pela guerra de agressão da Rússia contra a Ucrânia, que tornaram os investimentos mais caros e causaram atrasos".

Leia Também: PRR: Aprovação do plano é "uma muito boa notícia para Portugal"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório