Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
24º
MIN 17º MÁX 25º

CGI. "Gostaríamos que a RTP não tivesse chamadas de valor acrescentado"

O presidente do Conselho Geral Independente (CGI), José Carlos Vieira de Andrade, afirmou hoje que o órgão gostaria que a RTP não tivesse chamadas de valor acrescentado e televendas.

CGI. "Gostaríamos que a RTP não tivesse chamadas de valor acrescentado"
Notícias ao Minuto

12:38 - 29/03/23 por Lusa

Economia RTP

"Gostaríamos, por exemplo, que a RTP não tivesse chamadas de valor acrescentado", disse o responsável, que falava na comissão parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto.

Tal como também não tivesse televendas, acrescentou José Carlos Vieira de Andrade.

"Gostaríamos que a RTP pudesse ser diferente neste aspeto", reforçou o responsável.

O Conselho de Opinião da RTP elegeu esta semana a atriz e encenadora Isabel Medina para ser indigitada para o CGI.

De saída do CGI estão o presidente, José Carlos Vieira de Andrade, e Helena Sousa. Integram ainda o órgão Alberto Arons de Carvalho, Ana Margarida de Carvalho, Leonor Beleza e Manuela Melo.

O CGI, criado em 2014, é composto por seis membros, um presidente e cinco vogais, e o seu mandato tem duração de seis anos.

Dos seis elementos, dois são designados pelo Governo, dois pelo Conselho de Opinião e os restantes dois cooptados pelos quatro anteriores.

O modelo de funcionamento do CGI prevê um mandato de seis anos, com a substituição de três dos seis elementos a meio do mandato.

Entre as suas funções, o CGI define as linhas orientadoras da RTP para o cumprimento das obrigações do serviço público, nomeando o Conselho de Administração e respetivo projeto estratégico da empresa, bem como supervisiona a sua prossecução em substituição da tutela.

Leia Também: Conselho de Opinião elege Isabel Medina para membro do CGI da RTP

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório