Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2022
Tempo
MIN 7º MÁX 14º

Este município reduz gastos com iluminação em 74% ao optar por luzes LED

O município de Vagos reduziu os gastos com a iluminação pública em 74%, com a instalação de luminárias LED em todo o concelho, revelou hoje o presidente da Câmara Municipal de Vagos, Silvério Regalado.

Este município reduz gastos com iluminação em 74% ao optar por luzes LED
Notícias ao Minuto

15:06 - 22/09/22 por Lusa

Economia Vagos

"Com o investimento realizado há um ano, registámos 74% de poupança nos consumos. Ou seja, nós poupámos, aos preços praticados hoje, mais de 600 mil euros num ano", informou.

Em declarações à agência Lusa, o autarca evidenciou que passaram de um consumo de aproximadamente três milhões para cerca de 765 mil quilowatts por hora.

"Para além da questão financeira, em termos ambientais deixámos de emitir 597 toneladas por ano de CO2, o que equivale a dizer que poupámos 1.102 árvores cultivadas. São números bastante impactantes", acrescentou.

De acordo com Silvério Regalado, as preocupações de Vagos, no distrito de Aveiro, com a eficiência e sustentabilidade energética são muito anteriores à crise que se atravessa, na sequência da invasão da Rússia à Ucrânia.

"Bem antes desta preocupante situação se instalar à escala global, a Câmara de Vagos tem vindo a implementar diversas iniciativas de melhoria de eficiência energética, que têm permitido uma diminuição de consumos, quer na energia elétrica, quer no gás natural, ao nível das instalações municipais", indicou.

Entre as medidas que foram sendo adotadas, destaque para a iluminação eficiente em edifícios municipais, através da substituição da iluminação que anteriormente existia por tecnologia LED (sigla em inglês de diodo emissor de luz) e da utilização de sistemas de controlo de iluminação e monitorização de consumos.

Outra das medidas implementadas diz respeito à instalação de sistemas de autoconsumo fotovoltaico em edifícios municipais, nomeadamente nas Piscinas, Centro Escolar de Fonte de Angeão e na Biblioteca Municipal.

"As poupanças são consideráveis e com um investimento de cerca de 20 mil euros a poupança é de 4.600 euros por ano. Isto tendo em conta os preços na altura, porque com os preços de hoje em dia falamos de uma poupança de cerca de 15 mil euros, com o investimento quase a pagar-se num ano", apontou.

Em curso está também o processo para aquisição de autoconsumo fotovoltaico através da instalação de painéis solares no Centro Escolar da Gafanha da Boa Hora e no edifício da Câmara Municipal de Vagos, no âmbito de uma candidatura a fundos comunitários.

"Estamos a dar continuidade a estas medidas relacionadas com a eficiência e sustentabilidade energética. Queremos aumentar os autoconsumos", garantiu.

À agência Lusa, Silvério Regalado disse ainda que, na sua frota, a Câmara Municipal de Vagos possui uma viatura híbrida e três totalmente elétricas, estando "uma quarta a caminho".

"Tem permitido uma poupança significativa de combustível. Com os preços de carregamento à noite, em que energia é mais barata, garantimos que viatura elétrica faz 100 quilómetros por 1,60 euros", concluiu.

Leia Também: CFP vê inflação a subir para 7,7% este ano. Em 2023 cairá para 5,1%

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório