Meteorologia

  • 05 OUTUBRO 2022
Tempo
29º
MIN 16º MÁX 30º

Produção industrial sobe 2,4% na zona euro e 3,2% na UE em junho

A produção industrial avançou, em junho, 2,4% na zona euro e 3,2% no conjunto da União Europeia (UE), na comparação com o mesmo mês de 2021, avanços de menor dimensão na variação mensal, anunciou hoje o Eurostat.

Produção industrial sobe 2,4% na zona euro e 3,2% na UE em junho

Dados hoje divulgados pelo gabinete estatístico comunitário, o Eurostat, indicam que, em junho de 2022 face ao período homólogo de 2021, o índice de produção industrial -- que mede a evolução do volume de produção para a indústria excluindo a construção, com base em dados ajustados para efeitos de calendário e sazonais -- aumentou 2,4% na zona euro e 3,2% na UE.

Ainda em termos anuais, em junho deste ano face ao período homólogo de 2021, a produção de bens de capital aumentou 7,6%, os bens de consumo duradouros 4,0% e a energia manteve-se em 0%, enquanto a produção de bens intermédios caiu 0,5% e a de bens de consumo não duradouros 1,1%, isto na zona euro.

Na UE, a produção de bens de capital aumentou 7,5%, a de bens de consumo não duradouros 2,6%, a de bens de consumo duradouros bem como a de energia 2,4%, e a produção de bens intermédios manteve-se em 0%.

Por países, entre os Estados-membros para os quais existem dados disponíveis, os maiores aumentos anuais foram registados na Irlanda (+25,4%), Dinamarca (+25,0%) e Bulgária (+17,4%), ao passo que as maiores reduções foram observadas na Bélgica (-11,6%), Eslováquia (-5,7%) e Roménia (-3,7%).

Em termos mensais, em junho, a produção industrial ajustada sazonalmente aumentou 0,7% na zona euro e 0,6% na UE, em comparação com maio deste ano.

Ainda na variação em cadeia, em junho face a maio deste ano, a produção de bens de capital na zona euro aumentou 2,6% e a de energia 0,6%, enquanto a produção de bens intermédios caiu 0,1%, a de bens de consumo duradouros 0,6% e a de bens de consumo não duradouros 3,2%.

Já no conjunto da UE, a produção de bens de capital aumentou 2,1% e a energia 0,7%, ao passo que produção de bens intermédios caiu 0,3%, a de bens de consumo duradouros 1,1% e a de bens de consumo não-duradouros 2,3%.

Entre os Estados-membros para os quais existem dados disponíveis, os maiores aumentos mensais verificaram-se na Irlanda (+6,7%), Malta (+4,8%) e Grécia (+3,4%), enquanto as maiores diminuições se observaram na Roménia (-3,9%), Bélgica (-2,2%), Itália e Letónia (ambos -2,1%).

Leia Também: Preços na produção industrial sobem 36% em junho na zona euro e UE

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório