Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 26º

Lucro da farmacêutica Sanofi recua 49,4% em 2021 para 6.223 milhões

A farmacêutica francesa Sanofi revelou hoje que teve um lucro de 6.223 milhões de euros em 2021, menos 49,4% face ao ano anterior, já que em 2020 o resultado foi influenciado pela venda das ações da Regeneron.

Lucro da farmacêutica Sanofi recua 49,4% em 2021 para 6.223 milhões
Notícias ao Minuto

11:17 - 04/02/22 por Lusa

Economia Resultados

A Sanofi explica que os resultados do grupo farmacêutico, descontada esta operação extraordinária, "melhoraram significativamente" devido ao aumento das vendas e da rentabilidade do negócio.

A faturação homóloga cresceu 4,8% em valores brutos e 7,1% em valores comparáveis, respetivamente, para 37.761 milhões de euros, explicou a farmacêutica em comunicado.

É ainda referida a contribuição do seu "medicamento estrela", Dupixent, usado para a asma e em algumas dermatites, que lhe rendeu 5.200 milhões de euros, quase mais 35% que no ano anterior.

A margem bruta, por sua vez, aumentou 6,6% para 26.924 milhões de euros, passando a representar 71,3% do volume de negócios, face aos 70,1% do ano precedente, lê-se no comunicado.

Quanto à margem líquida gerada pelas suas atividades, a Sanofi revelou que aumentou em 1,3 pontos percentuais para 28,4%.

No quarto trimestre do ano passado, o lucro da Sanofi cresceu 6% para 1.131 milhões de euros e a faturação subiu 6,5% em dados absolutos e 4,1% valores equivalentes, situando-se em 9.994 milhões.

A administração propôs o pagamento de um dividendo de 3,33 euros por ação em 2021, o que representa mais 4,1% face ao ano anterior.

Sobre as perspetivas para este ano, a farmacêutica antecipa um aumento de dois dígitos do lucro líquido por ação, apesar de ter indicado um intervalo de variação mais baixo para este indicador financeiro.

A Sanofi está atualmente a produzir vacinas de outros grupos farmacêuticos contra a covid-19, especificamente da BioNtech/Pfizer, Moderna e Johnson & Johnson.

Até o final de dezembro do ano passado tinha fabricado 100 milhões de doses, prometendo produzir até 500 milhões.

Em simultâneo, o grupo francês continua a trabalhar no fabrico da sua própria vacina, em colaboração com a GSK, depois de ter abandonado o desenvolvimento de uma vacina com tecnologia ARN.

O seu projeto de vacina, cujo lançamento no mercado foi adiado várias vezes, está na fase 3 dos ensaios clínicos, esperando-se que os resultados sejam divulgados no primeiro trimestre deste ano.

Leia Também: Lucros da Sanofi caíram para 5.093 milhões nos primeiros 9 meses do ano

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório