Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
13º
MIN 5º MÁX 14º

Edição

Bolsas europeias em alta, à espera de indicadores macroeconómicos

As principais bolsas europeias negociavam hoje em alta, à espera da publicação de uma bateria de dados macroeconómicos como o do Produto interno Bruto na zona euro ou o indicador da confiança do investimento na Alemanha.

Bolsas europeias em alta, à espera de indicadores macroeconómicos
Notícias ao Minuto

08:54 - 07/12/21 por Lusa

Economia Bolsas

Cerca das 08:45 em Lisboa, o EuroStoxx 600 avançava 1,44% para 475,45 pontos.

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt subiam 0,90%, 1,76% e 1,49%, bem como as de Madrid e Milão, que se valorizavam 0,64% e 1,25%, respetivamente.

Depois de abrir em alta, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência, estando cerca das 08:45, o principal índice, o PSI20, a subir 1,01% para 5.565,76 pontos.

As praças europeias estavam hoje a subir, depois do receio da nova variante Ómicron se ter dissipado.

Desde 26 de novembro, quando foi identificada a variante da covid-19 Ómicron, os mercados têm estado muito voláteis.

A descoberta desta nova variante surge num momento em que os contágios com o novo coronavírus estão a aumentar significativamente em todo o mundo.

Esta semana, os dados macroeconómicos mais importantes serão nos Estados Unidos a inflação de novembro e o índice do sentimento do consumidor da Universidade de Michigan.

A bolsa de Nova Iorque terminou em alta na segunda-feira, com o Dow Jones a subir 1,87% para 35.227,03 pontos, contra o máximo desde que foi criado em 1896, de 36.432,22 pontos, registado em 08 de novembro.

O Nasdaq fechou a valorizar-se 0,93% para 15.225,15 pontos, contra o atual máximo, de 16.057,44 pontos em 19 de novembro.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de câmbios de Frankfurt, mas a cotar-se a 1,1287 dólares, contra 1,1279 dólares na segunda-feira e 1,1196 dólares em 24 de novembro, um mínimo desde julho de 2020, e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em fevereiro abriu em alta no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 74,34 dólares, contra 73,08 dólares na segunda-feira e 85,65 dólares em 26 de outubro, um máximo desde outubro de 2018 (quando subiu até 86,43 dólares).

Antes do aparecimento da nova variante da covid-19, os especialistas não excluíam que o Brent pudesse atingir 90 dólares por barril antes do final do ano.

Leia Também: Bolsa de Lisboa abre a subir 0,69%

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório