Meteorologia

  • 20 MAIO 2024
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 21º

Bolsa de Lisboa em alta, com BCP e Pharol a liderarem os ganhos

A bolsa de Lisboa estava hoje em alta, mantendo a tendência da abertura, com o BCP e a Pharol a subirem 3,58% para 0,16 euros e 2,78% para 0,09 euros, respetivamente.

Bolsa de Lisboa em alta, com BCP e Pharol a liderarem os ganhos
Notícias ao Minuto

09:28 - 30/09/21 por Lusa

Economia Bolsa de Lisboa

Cerca das 08:55 em Lisboa, o principal índice da bolsa, o PSI20, avançava 1,01% para 5.474 pontos, com 16 'papéis' a subirem, dois a descerem e um a manter a cotação (Ibersol em 5,76 euros).

Os títulos da Greenvolt e da Semapa também subiam, designadamente 2,59% para 5,94 euros e 1,67% para 12,20 euros.

As ações da EDP Renováveis e da Galp valorizavam-se 1,61% para 21,44 euros e 1,40% para 9,71 euros.

Em sentido contrário, as ações da Novabase e da Ramada Investimentos eram as únicas que se desvalorizavam, estando a cair 0,63% para 6,75 euros e 0,34% para 5,94 euros.

Na Europa, as principais bolsas estavam hoje a negociar em alta, numa sessão carregada de indicadores macroeconómicos, tendo como pano de fundo os receios de uma subida persistente da inflação.

Na agenda de hoje destacam-se a divulgação do dado final da evolução do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA no segundo trimestre, bem como os pedidos iniciais de subsídios de desemprego semanais.

Na Europa, o Reino Unido dará a conhecer o PIB final do segundo trimestre e na Alemanha e em França as estimativas 'flash' da inflação em setembro.

A bolsa de Nova Iorque terminou mista na quarta-feira, com o Dow Jones a subir 0,26% para 34.390,72 pontos, contra o atual máximo desde que foi criado em 1896, de 35.625,40 pontos, verificado em 16 de agosto.

Em sentido contrário, o Nasdaq fechou a desvalorizar-se 0,24% para 14.512,44 pontos, contra o atual máximo de 15.374,33 pontos registado em 07 de setembro.

A nível cambial, o euro abriu em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1596 dólares, um mínimo desde agosto de 2020, contra 1,1601 dólares na quarta-feira e o atual máximo desde maio de 2018, de 1,2300 dólares, em 05 de janeiro.

O barril de petróleo Brent para entrega em novembro abriu em baixa no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, a cotar-se a 78,37 dólares, contra 78,64 dólares na quarta-feira e 79,55 dólares em 27 de setembro, um máximo desde outubro de 2018.

Leia Também: BCP paga juro de 1,84% na primeira emissão de 'social bonds'

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório