Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Bruxelas quer corte nas pescas de linguado, tamboril e pescada para 2021

A Comissão Europeia propôs hoje as possibilidades de pesca, para 2021, de 23 unidades populacionais, com corte nas capturas de linguado, pescada e tamboril em águas nacionais, entre outras espécies.

Bruxelas quer corte nas pescas de linguado, tamboril e pescada para 2021
Notícias ao Minuto

12:07 - 27/10/20 por Lusa

Economia Pescas

A proposta de totais admissíveis de capturas (TAC) hoje apresentadas para o Atlântico e Mar do Norte incluem unidades populacionais ('stocks') sujeitas a negociações com países terceiros, como o Reino Unido e a Noruega, mas sem indicação de valores.

Em 13 'stocks' de peixe, Bruxelas, com base em pareceres científicos, propõe cortes para os TAC de 2021, incluindo a solha (-44%), o linguado (-42%), a pescada e o tamboril em águas portuguesas (-13% cada).

Também as unidades populacionais de juliana (-20%) e areeiro (-11%) sofrem uma redução na proposta de capturas do próximo ano.

As capturas globais de carapau podem aumentar 5%, cabendo a Portugal fixar os números para as regiões autónomas dos Açores e Madeira.

As negociações sobre o futuro acordo comercial -- incluindo o acesso dos navios pesqueiros da UE às suas águas -- prosseguem com o Reino Unido e há ainda que chegar a um consenso com a Noruega.

Para além dos países que pescam em águas britânicas, também Portugal tem interesse num acordo que abranja o Reino Unido e também a Noruega, por causa das capturas de bacalhau.

Diretamente, Portugal não tem qualquer quota de pesca em águas do Reino Unido.

A proposta da Comissão Europeia será debatida pelos ministros das Pescas da UE em 15 e 16 de dezembro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório