Meteorologia

  • 29 NOVEMBRO 2020
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 14º

Edição

Wall Street fecha em alta com esperança em acordo sobre estímulos

A bolsa nova-iorquina fechou hoje em alta, com os investidores otimistas quanto a um resultado positivo das negociações no Congresso entre republicanos e democratas sobre um novo conjunto de estímulos económicos.

Wall Street fecha em alta com esperança em acordo sobre estímulos
Notícias ao Minuto

22:49 - 20/10/20 por Lusa

Economia Wall Street

Os resultados definitivos da sessão indicam que o índice seletivo Dow Jones Industrial Average ganhou 0,40%, para os 28.308,79 pontos.

Já o tecnológico Nasdaq valorizou 0,33%, para as 11.516,49 unidades, e o alargado S&P500 progrediu 0,47%, para as 3.443,12.

Se acabaram em terreno positivo, os principais índices bolsistas perderiam parte dos ganhos na segunda metade da sessão, perante o adiamento permanente da confirmação de um acordo no Congresso.

"Desde há quatro ou cinco sessões que os investidores estão em fase de consolidação, à espera de mais clareza", notou Peter Hanks, da DailyFX.

"A esperança em torno de um plano de relançamento parece ser o principal fator para os investidores", prosseguiu.

E os investidores continuam à espera do anúncio de um compromisso sobre aquele plano antes do final do dia.

A presidente democrata da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi, que dirige as negociações pelo seu lado partidário, mostrou-se otimista e indicou que, apesar de alguns assuntos ainda em discussão, o texto estava em vias de ser redigido.

No domingo, Pelosi tinha fixado um prazo de 48 horas para se chegar a um compromisso.

Por sua vez, as principais empresas do setor tecnológico exibiram, por seu lado, uma solidez a toda a prova, pouco afetados pelo anúncio do governo dos EUA e de uma dezenas de Estados de processos judiciais contra a Google, por abuso de posição dominante.

O título da Alphabet, que é a 'holding' da Google e YouTube, ganhou 1,37%, o do Facebook 2,36% e o da Apple 1,32%.

"Enquanto não houver uma multa com um montante considerável (nos EUA) contra as empresas da 'Big Tech' (que se pode traduzir por 'Gigantes da Tecnologia'), uma mudança concreta na maneira como atuam ou um desmantelamento, estas empresas podem resistir a este género de anúncios", julgou Hanks.

Entre os outros títulos do dia, a IBM recuou 6,49%, depois de divulgar uma descida do seu volume de negócios pelo terceiro trimestre consecutivo.

Já o grupo de produtos de grande consumo Procter & Gamble (P&G) continuou a beneficiar da procura acrescida pelos produtos de limpeza desde o início da pandemia e reviu em alta as suas previsões para o conjunto do ano. A sua cotação subiu 0,40%.

O grupo de defesa Lockheed Martin fechou em baixa de 3,00%, apesar de também ter revisto e alta os seus objetivos anuais, depois de um trimestre sólido, apoiado durante a pandemia por vendas constantes ao governo dos seus aviões de combate F-35.

Na frente dos indicadores, as estatísticas sobre o imobiliário divulgadas hoje foram encorajadoras, ao saber-se que o lançamento das obras para casas novas subiu 1,9% em setembro, depois de ter caído em agosto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório