Meteorologia

  • 25 NOVEMBRO 2020
Tempo
MIN 9º MÁX 15º

Edição

PSI20 segue em alta, alinhada com Europa, com BCP a puxar pelos ganhos

A bolsa de Lisboa seguia hoje a avançar, mantendo a tendência da abertura e alinhada com as principais congéneres europeias, com as ações do BCP a puxarem pelos ganhos.

PSI20 segue em alta, alinhada com Europa, com BCP a puxar pelos ganhos
Notícias ao Minuto

09:33 - 28/09/20 por Lusa

Economia PSI20

Na sexta-feira, a bolsa de Lisboa encerrou em baixa, com o índice PSI20 a descer 1,33% para 3.995,60 pontos.

Hoje, pelas 08:50, o PSI20 seguia a avançar 1,58% para 4.058,59 pontos, com 16 ações em alta, uma em baixa e uma inalterada.

Do lado dos ganhos, a Semapa e o BCP eram as ações que mais ganhavam, avançando ambas 4,04% para 7,46 euros e 0,08 euros, respetivamente.

A Galp avançava 1,56% para 7,93 euros e a Jerónimo Martins subia 0,77% para 13,71 euros, enquanto a EDP avançava 0,65% para 4,19 euros.

A Sonae Capital seguia inalterada nos 0,70 euros.

A Ibersol, por sua vez, seguia isolada em terreno negativo, a perder 0,38% para 5,18 euros.

Lisboa seguia alinhada com as principais bolsas europeias, que abriram hoje em alta, com os investidores animados com indicadores positivos da produção industrial da China.

As bolsas europeias abriram hoje positivas a seguir a tendência de Wall Street na sexta-feira, à espera de que, nos Estados Unidos, finalmente democratas e republicanos alcancem um acordo para aprovar um novo pacote de estímulos orçamentais, depois de uma semana de baixa devido às dúvidas sobre a recuperação económica perante o crescente número de países que restringiram os movimentos de cidadãos para fazer frente à segunda vaga de covid-19.

Como pano de fundo, as tensões entre Washington e Pequim mantêm-se depois de no domingo um juiz federal norte-americano ter bloqueado a ordem do Presidente norte-americano, Donald Trump, de proibir as descargas da TikTok.

A nível macroeconómico, hoje não haverá referências importantes, mas os investidores estarão pendentes da pandemia e da participação da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, num debate com a comissão de Economia do Parlamento Europeu sobre o programa de compra de ativos da zona euro.

A nível cambial, o euro abriu hoje em baixa no mercado de câmbios de Frankfurt, a cotar-se a 1,1628 dólares, contra 1,1631 dólares na sexta-feira e o máximo desde 15 de maio de 2018, de 1,1944 dólares, em 31 de agosto.

O barril de petróleo Brent para entrega em novembro abriu com tendência descendente, a cotar-se a 41,61 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, contra 41,92 dólares na sexta-feira e o máximo desde março, de 48,29 dólares, em 25 de agosto.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório