Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2020
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

BCE está pronto a agir face a um euro forte

Isabel Schnabel, membro da Comissão Executiva do Banco Central Europeu (BCE), afirmou que a recuperação económica na zona euro será demorada e que o euro forte pode levar a instituição a intervir se pressionar as perspetivas de inflação.

BCE está pronto a agir face a um euro forte
Notícias ao Minuto

14:17 - 16/09/20 por Lusa

Economia BCE

Numa entrevista à AFP, a responsável alemã disse que a instituição está pronta a agir se os dados económicos que forem divulgados "não corresponderem ao objetivo de inflação".

"Não temos como objetivo uma taxa de câmbio. Ajustamos as nossas políticas em função das perspetivas de inflação a médio prazo. Na última reunião do Conselho de Governadores (...), a presidente Christine Lagarde explicou na conferência de imprensa que são necessárias mais informações sobre a evolução da pandemia, sobre a transmissão das nossas medidas à economia real e a persistência de flutuações nas taxas de câmbio", afirmou Schnabel, questionada sobre a recente valorização da moeda europeia.

"Continuamos a seguir atentamente as informações que nos chegam, incluindo a evolução das taxas de câmbio e estamos prontos a agir se os dados que recebermos não corresponderem ao objetivo das medidas de emergência que adotámos" quanto à inflação, num contexto de pandemia, acrescentou.

Nas declarações à AFP, Isabel Schnabel defendeu também que a economia continua a necessitar do apoio de políticas monetárias e orçamentais.

"Seria perigoso interromper prematuramente os apoios orçamentais. Esse erro já foi cometido no passado e creio que não o devemos repetir", afirmou.

Questionada sobre a hipótese de uma saída britânica da União Europeia ('Brexit') sem acordo, a dirigente do BCE considerou que isso seria "nefasto para todos, em particular para o Reino Unido, mas também para a zona euro" e disse que os negociadores devem fazer tudo para evitar esse resultado.

"De qualquer forma, é importante que as instituições financeiras e agentes do mercado estejam preparados para a possibilidade de não haver acordo", salientou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório